*
 

Um dos alvos de mandado de busca e apreensão cumpridos na manhã desta quinta-feira (1º/2) no âmbito da operação Pausare, o empresário Milton Lyra, apontado como operador do senador Renan Calheiros (PMDB-AL), divulgou uma nota de esclarecimento. Lyra é investigado no mesmo inquérito que Calheiros por suposta atuação em investimentos fraudulentos do Postalis, o Instituto de Seguridade Social dos Correios e Telégrafos.

Na nota, Lyra afirma que “não é e nunca foi intermediário de qualquer repasse a congressistas. Tampouco teve qualquer tipo de negócio com o fundo Postalis”.

“O empresário é o principal interessado na conclusão das investigações, para o que colabora integralmente no esclarecimento das falsas acusações das quais tem sido vítima”, afirma sua assessoria de imprensa.