Em menos de 15 dias, mãe e duas filhas morrem com Covid-19 em SP

Zilda Figueiredo, 75, Sandra Figueiredo, 47, e Selma Figueiredo, 43, morreram em decorrência da doença em Barra do Chapéu, interior paulista

atualizado 26/06/2021 9:10

Em 15 dias, Zilda Figueiredo, 75, Sandra Figueiredo, 47, e Selma Figueiredo, 43 morreram em decorrência de complicações causadas pela Covid-19 em Barra do Chapéu, no interior de São Paulo.

A idosa e as duas filhas já foram sepultadas. A família agora tenta superar a perda das integrantes. “Infelizmente, perdemos três pessoas muito amadas e não esperávamos que acontecesse dessa forma. É difícil até definir o que estamos sentindo”, lamentou Josilane, filha de Sandra.

Segundo informações publicadas pelo Portal G1, no mesmo dia em que Sandra foi intubada na UTI, a irmã Selma passou mal e morreu antes de ir para o hospital, com uma parada respiratória. Ela chegou a fazer um exame de raio-x, que mostrou que o pulmão estava 90% comprometido.

Já Zilda, a mãe das duas, testou positivo e foi internada em 11 de junho. No dia 23, Sandra veio a óbito e, no dia 25, a mãe também faleceu.

“Nenhuma das três soube que as outras morreram. E elas eram muito apegadas, moravam no mesmo bairro, viviam uma na casa da outra. Minha avó era como uma segunda mãe para mim. Meu avô e os filhos da minha tia também testaram positivo para a doença, mas conseguiram tratar em casa. Diferentemente da minha mãe, minha avó estava reagindo ao tratamento, então, foi muito difícil a perda delas, foi um choque”, diz Josilene.

Mais lidas
Últimas notícias