Em Goiás, marido ateia fogo no corpo da esposa em frente a igreja

Mulher teve 70% do corpo queimado, mas tem estado de saúde regular e está consciente; o homem foi preso em flagrante em Inhumas

atualizado 09/03/2021 20:47

Rafaela Felicciano/Metrópoles

Goiânia – No Dia Internacional da Mulher (8/3), Goiás registrou mais um crime cruel e violento que poderia ter terminado em feminicídio. Uma mulher de 36 anos teve o corpo queimado pelo próprio marido, no município de Inhumas, na região Metropolitana de Goiânia. O caso ocorreu na escadaria de uma igreja, no centro da cidade.

Segundo informações da Polícia Militar de Goiás, mesmo fraca e debilitada, a vítima conseguiu informar que o esposo havia jogado álcool e ateado fogo nela. A mulher teve mais de 70% do corpo queimado.

“A vítima, um pouco inconsciente, conseguiu relatar que tinha sido seu próprio companheiro que tinha jogdo álcool em seu corpo e ateado fogo”, disse o major da PM Lívio Adriano, em entrevista a TV Anhanguera.

A vítima foi socorrida pelo Corpo de Bombeiros e levada para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) da cidade, onde recebeu os primeiros socorros. Ainda na segunda-feira (8/3), ela foi transferida para o Hospital de Urgências Governador Otávio Lage (Hugol), na capital.

De acordo com a unidade de saúde onde a vítima está internada, a paciente tem quadro geral regular, está consciente e respirando espontaneamente.

Prisão

O principal suspeito do crime, o marido da vítima, de 52 anos, foi preso em flagrante, na unidade de saúde de Inhumas, no momento em que a mulher recebia atendimento médico.

De acordo com a PM, o homem chamou a atenção da corporação pois estava do lado de fora do hospital e apresentava ferimentos de queimadura na perna.

Segundo a corporação, ao ser abordado, o homem ficou muito nervoso e confessou o crime. Ele foi preso por tentativa de feminicídio e levado para o presídio da cidade. A Polícia Civil deve investigar o caso.

Relacionamento conturbado

A motivação do crime ainda não foi descoberta, no entanto, segundo a PM, testemunhas relataram que o casal tinham uma relação conturbada, além do costuma de ingerir bebidas alcoólicas excessivamente.

Últimas notícias