Vídeo: bolsonaristas atacam carro em bloqueio na Via Dutra, no RJ

Com a vitória do Lula (PT) nesse domingo (30/10), caminhoneiros e apoiadores do presidente fecharam a rodovia em protesto contra o resultado

atualizado 31/10/2022 15:19

Carro de passeio atacado na via dutra Reprodução/Redes Sociais

Um carro de passeio foi atacado durante protesto de bolsonaristas nesta segunda-feira (31/10), na Via Dutra, altura de Barra Mansa, no Sul do Rio de Janeiro. Caminhoneiros e apoiadores do presidente Jair Bolsonaro (PL) realizam um protesto contra o resultado das urnas eletrônicas, que atestaram a derrota do candidato à reeleição, nesse domingo (30/10), para o chefe do Executivo eleito, Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

Em um vídeo publicado nas redes sociais é possível ver o momento em que manifestantes atacaram um carro preto. Nas imagens, um homem enrolado com uma bandeira do Brasil quebra um dos vidros do veículo com o auxílio de um capacete, para espanto de pessoas que estavam no local.

Confira:

Em comunicado encaminhado pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) aproximadamente 200 manifestantes participaram do bloqueio da Via Dutra. Os agentes negociaram a liberação da rodovia ao longo da manhã, mas foi liberada apenas no início da tarde, por volta das 13h.

Segundo a PRF, os manifestantes atacaram o carro de uma mulher que tentou passar pelo bloqueio, além do registro de vandalização na rodovia.

A Polícia Civil do Rio de Janeiro informou que o ataque a um carro de passeio na Via Dutra foi registrado na 90º Delegacia de Polícia, no município de Barra Mansa. O suspeito já foi identificado e está sendo procurado pelos agentes.

Bloqueio na Via Dutra

Caminhoneiros e apoiadores do presidente Bolsonaro fecharam a Via Dutra no início da madrugada desta segunda, após o resultado das eleições apontarem a eleição de Lula. A rodovia é um importante meio de ligação entre os estados do Rio de Janeiro e São Paulo.

O bloqueio acontece entre os quilômetros 277 e 287, próximo ao município de Barra Mansa, no Rio de Janeiro.

Nas redes sociais, o vereador de São Paulo Fernando Holiday disse que o bloqueio acontece devido a derrota do presidente Bolsonaro e afirmou que o Supremo Tribunal Federal (STF) foi utilizado para censurar bolsonaristas ao longo da eleição deste ano, mas não apresentou provas.

O fechamento afetou o cotidiano de vários cariocas que utilizavam a via para chegar até o seu trabalho.

Mais lidas
Últimas notícias