Quem é Nikolas Ferreira, o deputado federal mais votado no país

O jovem de 26 anos se define como conservador e cristão e teve apoio pessoal de Jair Bolsonaro para ser eleito em Minas Gerais

atualizado 03/10/2022 11:47

Nikolas Ferreira foi o deputado federal com mais votos no país em 2022 Instagram/Reprodução

“O deputado federal mais votado da história de Minas é cristão e conservador. E este ano foi o mais votado do Brasil: 1,5 milhão de votos“. As frases estão logo no início da mensagem de agradecimento de Nikolas Ferreira (PL), em suas redes sociais. O jovem de 26 anos sempre fez questão de mostrar de que lado estava no espectro político e ideológico. Com esse discurso e o apoio irrestrito ao presidente Jair Bolsonaro (PL), ele conquistou a vaga na Câmara dos Deputados.

E com folga. André Janones (Avante), o segundo mais votado em MG, teve 238.967 votos.

Confira a lista dos 10 deputados federais mais votados no país:

  1. Nikolas Ferreira (PL-MG) – 1.492.047
  2. Guilherme Boulos (PSol-SP) – 1.001.472
  3. Carla Zambelli (PL-SP) – 946.244
  4. Eduardo Suplicy (PT-SP) – 807.015
  5. Eduardo Bolsonaro (PL-SP) – 741.701
  6. Ricardo Salles (PL-SP) – 640.918
  7. Bruno Engler (PL-MG) – 637.412
  8. Delegado Bruno Lima (PP-SP) – 461.217
  9. Deltan Dallagnol (Pode-PR) – 344.881
  10. Tabata Amaral (PSB-SP) – 337.873

Um salto imenso para quem conseguiu quase 30 mil votos para ser eleito vereador em Belo Horizonte há dois anos. Durante esse tempo, Ferreira fez de seu mandato e suas redes sociais um palanque do discurso conservador. A tal ponto que recebeu apoio pessoal de Bolsonaro para a eleição deste ano.

Um dia antes da votação, Ferreira entrou em uma live com ninguém menos do que o próprio Bolsonaro. O que mostra a força que o rapaz tem com o presidente. Veja a conversa entre eles:

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por Nikolas Ferreira (@nikolasferreiradm)

Confira todos os resultados das eleições

Vida e polêmicas

Nascido em Belo Horizonte em 1996, é formado em direito pela PUC-MG e, desde a época da faculdade, mantém o discurso de “cristão, conservador e defensor da família”. Em qualquer perfil que se escreva sobre ele, esse três pilares estarão presentes. Segundo ele mesmo, sempre foi hostilizado por se posicionar “contra a esquerda, o feminismo e a ideologia de gênero”.

Durante o tempo em que esteve na Câmara de Vereadores de Minas Gerais, apresentou sozinho ou em conjunto 13 projetos de lei. Alguns em relação ao empreendedorismo, do qual é forte defensor. Também o que dá prioridade de matrícula de irmãos na mesma unidade escolar da Rede Municipal de Educação.

Também lutou para revogar a lei que obrigava o uso de máscaras em espaços públicos, adotada por causa da pandemia de Covid-19. Assim como apresentou projeto para que as escolas da capital mineira não adotassem de forma nenhuma a linguagem neutra.

Em dois momentos, Nikolas Ferreira ganhou bastante notoriedade. Em um deles, foi barrado no Cristo Redentor, no Rio de Janeiro, por se negar a mostrar o documento de vacinação contra a Covid, no ano passado. Também fez um vídeo em que mostra uma aluna trans em um banheiro feminino, de um colégio mineiro. Suspeito de LGBTfobia e por violar o Estatuto da Criança e do Adolescente, ele é alvo de um inquérito do Ministério Público.

Mais lidas
Últimas notícias