Mulheres somam mais da metade dos eleitores aptos a votar em 2022

Segundo levantamento do TSE, o público feminino corresponde a 52,65% do eleitorado brasileiro. Em 2018, o percentual era de 52,5%

atualizado 15/07/2022 18:37

Eleicoes 2020 SP Movimentação na Vila Ida eleicoes sao paulo zona eleitoral voto SP votacaoRafaela Felicciano/Metrópoles

As mulheres seguem sendo maioria do eleitorado brasileiro. Segundo dados do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), das 156 milhões de pessoas aptas a votar no nestas eleições, mais da metade corresponde ao público feminino. Ao todo, o Brasil tem 82.373.164 eleitoras – equivalente a 52,65% do total.

Em 2018, o número de mulheres também representava a maioria do eleitorado. Na ocasião, 52,5% dos votantes eram do público feminino, ou seja, mais de 77,3 milhões. Já o gênero masculino reunia 69.901.035 cidadãos, representando 47,5% do eleitorado.

Neste ano, os homens, por sua vez, correspondem a 47,33% do eleitorado, o que chega a um total de 74.044.065 votantes.

Presidente, governador e senador: veja quem são os pré-candidatos nas Eleições 2022

Maior eleitorado da história

Nesta sexta-feira (15/7), o TSE divulgou que as eleições de 2022 têm 156,4 milhões de pessoas aptas a votar. De acordo com o presidente da Corte, ministro Edson Fachin, esse é o maior eleitorado cadastrado da história brasileira.

Segundo as estatísticas da Justiça Eleitoral, houve um aumento de 6,21% do eleitorado desde as últimas eleições gerais do país, em 2018. Naquele pleito, o número de eleitoras e eleitores habilitados a votar era de 147.306.275.

“Este é mais um serviço que a Justiça Eleitoral presta, como tem feito em 90 anos de existência, e em mais de 25 anos do sistema eletrônico de votação em prol da democracia, em prol de um sistema seguro, transparente e auditável”, comemorou Fachin.

Nas eleições deste ano, 2.116.781 jovens de 16 e 17 anos poderão votar; em 2018, essa faixa etária alcançou 1.400.617, um crescimento de 51,13%. Somente nos quatro primeiros meses de 2022, o Brasil ganhou mais de dois milhões de novos eleitores jovens.

A votação vai ocorrer em 496.512 seções eleitorais distribuídas em 2.637 zonas eleitorais. O primeiro turno é em 2 de outubro.

Neste ano, 4,1 milhões de eleitores tiveram o cancelamento do título revertido para as eleições deste ano diante do contexto da pandemia de Covid-19.

Receba notícias do Metrópoles no seu Telegram e fique por dentro de tudo! Basta acessar o canal: https://t.me/metropolesurgente.

Mais lidas
Últimas notícias