General Heleno grava vídeo para atacar o PT: “Quadrilha vermelha”

Para ele, não há comparação entre os governos petistas e o do presidente Bolsonaro: “Não é possível admitir a quadrilha vermelha de volta”

atualizado 25/10/2022 16:09

General Augusto Heleno Igo Estrela/Metrópoles

O general Augusto Heleno, ministro-chefe do Gabinete de Segurança Institucional (GSI) da Presidência da República, divulgou um vídeo nesta terça-feira (25/10) onde pede votos para a reeleição do presidente Jair Bolsonaro (PL) e ataca a campanha petista. “Não é possível admitir a quadrilha vermelha de volta”, disparou. 

Segundo ele, não há comparação entre os governos petistas e o do atual presidente. “Lula durante 13 anos [ele uniu os governos de Luiz Inácio Lula da Silva e Dilma Rousseff] esteve no poder e destruiu o país”, disse. 

“Divulga mentiras ridículas para encobrir seu vergonhoso passado e quer repetir sua desastrosa gestão exibindo dados passageiros e superados”, alegou, fazendo referência à campanha rival que prega que “nos tempos do PT no governo, era melhor”. 

Assista ao vídeo:

“[Jair] Bolsonaro assumiu  um país quebrado, desmoralizado e empobrecido pelo desvio do dinheiro público. Resgatou o patriotismo e levantou a economia e quando começava a colher os frutos de uma administração impecável, foi surpreendido pela pandemia e, logo demais, por uma guerra estrangeira”, afirmou. 

Vulnerabilidades

Em entrevista a um youtuber conservador dos Estados Unidos, gravada na última quinta-feira (20/10), o presidente Bolsonaro voltou a questionar o sistema eleitoral brasileiro, alegando que poucos países do mundo adotam a urna eletrônica.

“O que nos traz certa confiança é que as Forças Armadas foram convidadas a integrar a Comissão de Transparência Eleitoral. E elas têm feito um papel atuante e muito bom nesse sentido. Contudo, eles me dizem que é impossível dar selo de credibilidade, tendo em vista ainda as muitas vulnerabilidades que o sistema apresenta”, alegou.

Mais lidas
Últimas notícias