Deputada Isa Penna relata assédio durante campanha em SP: “Vadia”

Parlamentar foi abordada por homem enquanto fazia caminhada em Botucatu (SP), neste sábado (24/9). Ela pretende registrar a ocorrência

atualizado 24/09/2022 15:29

José Antônio Teixeira/Alesp

A deputada estadual de São Paulo Isa Penna (PCdoB) relatou que foi vítima de assédio, neste sábado (24/9), enquanto participava de uma caminhada política em Botucatu (SP), no interior paulista. Ela foi chamada de “vadia” por um homem ainda não identificado.

Penna é candidata a reeleição e foi abordada, inesperadamente, pelo indivíduo. Ele chegou, pegou na cintura da deputada, fez uma foto e disse: “Você é uma vadia. Doida. Aquilo com o Cury nunca aconteceu”.

O homem se referiu ao episódio, ocorrido no ano passado, em que ela foi apalpada pelo deputado Fernando Cury, dentro do plenário da Assembleia Legislativa de São Paulo (Alesp). À época, tudo foi registrado pelas câmeras do local.

Veja:

A deputada diz ter ficado em choque com o assédio deste sábado. Segundo ela, o homem falou baixo e, logo, saiu de perto. A parlamentar foi atrás dele, com mais pessoas em volta, e pediu que ele repetisse o que havia dito, mas o homem ficou em silêncio.

Isa pretende registrar boletim de ocorrência. Este é o segundo episódio de violência e assédio vivenciado por ela, durante a campanha eleitoral. A primeira situação foi uma ameaça de morte enviada por e-mail.

No texto, o agressor exigiu que o mandato do deputado estadual Douglas Garcia (Republicanos) não fosse alvo de cassação e que ela renunciasse ao cargo na Alesp. Caso contrário, ele invadiria a Assembleia e faria um massacre.

Garcia foi alvo de representações no Conselho de Ética da Alesp, depois de protagonizar o ataque à jornalista Vera Magalhães logo após o debate entre os candidatos ao governo de São Paulo, na TV Cultura.

Mais lidas
Últimas notícias