Bolsonaro: “Militares garantirão eleitor a votar de verde e amarelo”

Presidente disse que, se TSE proibir alguém de usar as cores na votação, seção eleitoral será interditada. Proibição, porém, não existe

atualizado 28/09/2022 23:16

Reprodução

O presidente Jair Bolsonaro (PL) disse nesta quarta-feira (28/9) que as Forças Armadas, além de atuarem na segurança das urnas eletrônicas, também garantirão que os eleitores votem usando vestimentas das cores verde e amarelo, como a camisa da Seleção Brasileira, no pleito do próximo domingo (2/10).

Durante uma transmissão ao vivo nas redes sociais, o chefe do Executivo federal ainda disse que, caso algum eleitor seja impedido de votar em razão das cores da roupa que traja, a votação na respectiva seção eleitoral será interrompida.

“Como é que é, Alexandre de Moraes? Proibir usar a camisa da Seleção? Olha, é interferência demais. Ele está com medo de quê? Vai ter um mar de verde e amarelo. Vocês estão preocupados com um mar de verde e amarelo votando?”, indagou o presidente aos gritos, culpando o ministro presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) pela “proibição”.

“O que as Forças Armadas puderem garantir para vocês votaram de verde e amarelo, vai ser garantido. Vou determinar às Forças Armadas, que vão participar da segurança, que qualquer seção eleitoral que for proibido entrar com a camisa verde e amarela, não vai ter eleição naquela seção”, prosseguiu.

O presidente, no entanto, reproduziu uma notícia falsa sobre uma suposta vedação do TSE acerca do uso de camisetas da Seleção Brasileira por votantes nas eleições.

A determinação na verdade, diz respeito aos mesários, segundo mostrou o colunista Guilherme Amado, do Metrópoles. Ainda assim, a norma da Corte não proíbe ninguém – eleitores e mesários – de usarem as cores da bandeira do Brasil.

O que fica impedido, porém, é que mesários usem broches e acessórios que remetam a quaisquer candidatos.

Publicidade do parceiro Metrópoles 1
Publicidade do parceiro Metrópoles 2
Publicidade do parceiro Metrópoles 3
Publicidade do parceiro Metrópoles 4
Publicidade do parceiro Metrópoles 5
0

 

Mais lidas
Últimas notícias