metropoles.com

Após derrota de Bolsonaro, país tem 236 bloqueios em estradas

Manifestantes fecharam as principais vias de acesso no Brasil após a vitória de Luiz Inácio Lula da Silva (PT) nesse domingo (30/10)

atualizado

Compartilhar notícia

Rafaela Felicciano/Metrópoles
Bloqueios feito por caminhoneiros na BR-040 após a eleição de Lula
1 de 1 Bloqueios feito por caminhoneiros na BR-040 após a eleição de Lula - Foto: Rafaela Felicciano/Metrópoles

Caminhoneiros bolsonaristas se reuniram nas principais rodovias do país, no início da madrugada desta segunda-feira (31/10), como uma forma de protesto contra o resultado das urnas, que atestaram a vitória de Luiz Inácio Lula da Silva (PT) sobre o atual presidente Jair Bolsonaro (PL).

Os bloqueios realizados pelos caminhoneiros se concentram em 20 estados da Federação e contam com 236 pontos fechados nas rodovias federais que cortam o país, segundo informações da Polícia Rodoviária Federal (PRF).

No fim da manhã desta segunda, a Advocacia-Geral da União (AGU) foi acionada para garantir liminares com o intuito de acabar com os bloqueios realizados por apoiadores do presidente Jair Bolsonaro.

Segundo a PRF, há bloqueios nos seguintes estados: Alagoas, Amazonas, Acre, Rio Grande do Norte, Goiás, São Paulo, Minas Gerais, Roraima, Maranhão, Rio Grande do Sul, Espírito Santo, Ceará, Santa Catarina, Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, Rondônia, Paraná, Pará, Tocantins e Rio de Janeiro.

Em São Paulo, manifestantes interditaram a Marginal Tietê no sentido Ayrton Senna. Segundo a Companhia de Engenharia de Trafego (CET), a ação teve início por volta das 15h30. Uma das faixas está liberada, mas outras duas seguem fechadas.

Veja imagens de alguns protestos:

 

23 imagens
A Polícia Rodoviária Federal segue monitorando todas as rodovias sob jurisdição da Superintendência do DF
Caminhoneiros fazem protestos pelas rodovias do país após a derrota de Jair Bolsonaro
Policiais da PRF agem contra manifestantes
Caminhoneiros fazem protestos pelas rodovias do país após a derrota de Jair Bolsonaro
Caminhoneiros fazem protestos pelas rodovias do país após a derrota de Jair Bolsonaro
1 de 23

Caminhoneiros fazem protestos pelas rodovias do país após a derrota de Jair Bolsonaro

Rafaela Felicciano/Metrópoles
2 de 23

A Polícia Rodoviária Federal segue monitorando todas as rodovias sob jurisdição da Superintendência do DF

Rafaela Felicciano/Metrópoles
3 de 23

Caminhoneiros fazem protestos pelas rodovias do país após a derrota de Jair Bolsonaro

Rafaela Felicciano/Metrópoles
4 de 23

Policiais da PRF agem contra manifestantes

Rafaela Felicciano/Metrópoles
5 de 23

Caminhoneiros fazem protestos pelas rodovias do país após a derrota de Jair Bolsonaro

Rafaela Felicciano/Metrópoles
6 de 23

Caminhoneiros fazem protestos pelas rodovias do país após a derrota de Jair Bolsonaro

Rafaela Felicciano/Metrópoles
7 de 23

Força de Choque da PRF

Rafaela Felicciano/Metrópoles
8 de 23

Caminhoneiros fazem protestos pelas rodovias do país após a derrota de Jair Bolsonaro

Rafaela Felicciano/Metrópoles
9 de 23

A PRF atuou no protesto dos caminhoneiros após a derrota de Jair Bolsonaro

Rafaela Felicciano/Metrópoles
10 de 23

Caminhoneiros fazem protestos pelas rodovias do país após a derrota de Jair Bolsonaro

Rafaela Felicciano/Metrópoles
11 de 23

Caminhoneiros fazem protestos pelas rodovias do país após a derrota de Jair Bolsonaro

Rafaela Felicciano/Metrópoles
12 de 23

Caminhoneiros fazem protestos pelas rodovias do país após a derrota de Jair Bolsonaro

Rafaela Felicciano/Metrópoles
13 de 23

Caminhoneiros fazem protestos pelas rodovias do país após a derrota de Jair Bolsonaro

Rafaela Felicciano/Metrópoles
14 de 23

Caminhoneiros fazem protestos pelas rodovias do país após a derrota de Jair Bolsonaro

Rafaela Felicciano/Metrópoles
15 de 23

Caminhoneiros fazem protestos pelas rodovias do país após a derrota de Jair Bolsonaro

Rafaela Felicciano/Metrópoles
16 de 23

Caminhoneiros fazem protestos pelas rodovias do país após a derrota de Jair Bolsonaro

Rafaela Felicciano/Metrópoles
17 de 23

Caminhoneiros fazem protestos pelas rodovias do país após a derrota de Jair Bolsonaro

Rafaela Felicciano/Metrópoles
18 de 23

Caminhoneiros fazem protestos pelas rodovias do país após a derrota de Jair Bolsonaro

Rafaela Felicciano/Metrópoles
19 de 23

Caminhoneiros fazem protestos pelas rodovias do país após a derrota de Jair Bolsonaro

Rafaela Felicciano/Metrópoles
20 de 23

Caminhoneiros fazem protestos pelas rodovias do país após a derrota de Jair Bolsonaro

Rafaela Felicciano/Metrópoles
21 de 23

Caminhoneiros fazem protestos pelas rodovias do país após a derrota de Jair Bolsonaro

Rafaela Felicciano/Metrópoles
22 de 23

Caminhoneiros fazem protestos pelas rodovias do país após a derrota de Jair Bolsonaro

Rafaela Felicciano/Metrópoles
23 de 23

Caminhoneiros fazem protestos pelas rodovias do país após a derrota de Jair Bolsonaro

Rafaela Felicciano/Metrópoles

As manifestações são marcadas por queima de pneus para impedir a aproximação dos agentes da PRF e longas negociações para desobstruir as rodovias federais.

Confira:

12 imagens
Manifestação contra resultado das eleições 2022
Ponto de manifestação em rodovia entre GO e DF
1 de 12

Manifestantes pró-Bolsonaro bloqueiam parcialmente a rodovia BR-040, na altura do viaduto que dá acesso a Valparaiso GO

Vinícius Schmidt/Metrópoles
2 de 12

Vinícius Schmidt/Metrópoles
3 de 12

Manifestação contra resultado das eleições 2022

Vinícius Schmidt/Metrópoles
4 de 12

Ponto de manifestação em rodovia entre GO e DF

Vinícius Schmidt/Metrópoles
5 de 12

Vinícius Schmidt/Metrópoles
6 de 12

Vinícius Schmidt/Metrópoles
7 de 12

Manifestação contra resultado das eleições 2022

Vinícius Schmidt/Metrópoles
8 de 12

Manifestantes bolsonaristas ocupam rodovia

Vinícius Schmidt/Metrópoles
9 de 12

Rodovia ocupada entre DF e Goiás

Vinícius Schmidt/Metrópoles
10 de 12

Apoiadores de Bolsonaro impedem passagem em rodovia

Vinícius Schmidt/Metrópoles
11 de 12

MPF cobrou respostas da PRF

Vinícius Schmidt/Metrópoles
12 de 12

PRF acompanha ações e negocia com manifestantes

Vinícius Schmidt/Metrópoles

Repercussão

Vídeos que circulam nas redes sociais mostram o momento em que carros são atacados por manifestantes e os longos engarrafamentos que têm se formado nas principais rodovias atingidas pelo bloqueio.

Há, no entanto, vozes da categoria contra as manifestações. Wallace Landim, conhecido como Chorão e um dos principais líderes dos caminhoneiros, pediu que os colegas de profissão suspendam os bloqueios nas principais rodovias, e reconheceu a vitória de Lula.

“Reconhecer a eleição, a democracia deste país, parabenizar o presidente Luiz Inácio Lula da Silva pela sua vitória. A gente precisa, referente à categoria, também ter um alinhamento com o próximo governo”, declarou Chorão.

Veja:

MPF cobra solução

Ainda nesta segunda-feira, o Ministério Público Federal (MPF) determinou que a Polícia Rodoviária Federal (PRF) informe, no prazo de 24 horas, as providências adotadas para liberar as rodovias federais. A solicitação foi encaminhada ao diretor-geral da PRF, Silvinei Vasques.

“Tendo em vista notícias veiculadas sobre o bloqueio das rodovias federais por caminhoneiros em todo o país, como forma de protesto aos resultados das eleições para presidente do Brasil, solicito a vossa excelência informações sobre as providências que estão sendo adotadas pela Polícia Rodoviária Federal para garantir a manutenção do fluxo nas rodovias federais, dentre elas a relação completa dos bloqueios e as respectivas ações empreendidas pelo órgão em cada caso”, diz a determinação do MPF.

Compartilhar notícia

Quais assuntos você deseja receber?

sino

Parece que seu browser não está permitindo notificações. Siga os passos a baixo para habilitá-las:

1.

sino

Mais opções no Google Chrome

2.

sino

Configurações

3.

Configurações do site

4.

sino

Notificações

5.

sino

Os sites podem pedir para enviar notificações

metropoles.comNotícias Gerais

Você quer ficar por dentro das notícias mais importantes e receber notificações em tempo real?