Após agressão a jornalista, Bolsonaro diz ter “carinho pelas mulheres”

Presidente e candidato à Presidência, Jair Bolsonaro (PL) agrediu a jornalista Vera Magalhães durante debate no último domingo (28/9)

atualizado 01/09/2022 22:59

Bolsonaro na ReveTV Reprodução

O presidente e candidato à reeleição Jair Bolsonaro (PL) buscou afagar o eleitorado feminino nesta quinta-feira (1º/9), ao afirmar que tem “carinho e consideração pelas mulheres” e que dizer que ele as trata mal é uma “narrativa” da oposição.

“É uma narrativa, como se eu não gostasse de mulheres. Eu trato as mulheres com carinho, com consideração. Isso não passa de uma narrativa contra mim. O pessoal joga e tem gente que compra essa ideia”, disse Bolsonaro.

“Se você for ver o outro candidato, aí e você vai ver as contradições nessa questão de tratar as mulheres”, completou, numa referência ao petista Luiz Inácio Lula da Silva, seu principal adversário nas eleições.

O candidato fez a declaração durante sabatina na Rede TV. O evento acontece quatro dias após o debate presidencial na Band, quando Bolsonaro agrediu verbalmente a jornalista Vera Magalhães, após uma pergunta sobre a vacinação no Brasil.

Presidente, governador, senador e deputado: veja quem são os candidatos nas Eleições 2022

Publicidade do parceiro Metrópoles 1
Publicidade do parceiro Metrópoles 2
Publicidade do parceiro Metrópoles 3
Publicidade do parceiro Metrópoles 4
Publicidade do parceiro Metrópoles 5
Publicidade do parceiro Metrópoles 6
0

 

“Dorme pensando em mim”

Durante o debate, quando Vera questionou Bolsonaro sobre a queda da cobertura vacinal por conta das informações divulgadas por ele, o candidato afirmou: “Vera, não podia esperar outra coisa de você. Acho que você dorme pensando em mim. Você tem alguma paixão por mim. Você não pode tomar partido num debate como esse, fazer acusações mentirosas ao meu respeito. Você é uma vergonha para o jornalismo brasileiro”.

Mais lidas
Últimas notícias