Eduardo Paes descarta lockdown no Rio e fala em “medidas terapêuticas”

Em sua avaliação, o isolamento total seria "extremo e desnecessário"

atualizado 30/11/2020 14:42

O prefeito eleito no Rio, Eduardo Paes (DEM),  falou nesta segunda-feira (30/11) sobre medidas de combate ao coronavírus. Ele declarou que, a princípio, descarta o lockdown no Rio. Segundo ele, as medidas a serem adotadas serão terapêuticas em um primeiro momento.

Em sua avaliação, o isolamento total seria “extremo e desnecessário”, disse em entrevista à jornalista Andréia Sadi, da GloboNews.

“A princípio, eu descarto sim o lockdown. É importante que a gente tenha medidas muito mais do ponto de vista terapêutico. Inaceitável que as pessoas adoeçam e não tenham um leito disponível em um hospital público. Esse é o grande desafio, colocar a rede de saúde do município para funcionar para que a população possa ter o atendimento em caso de necessidade”, disse Paes, durante a entrevista.

“Óbvio, medidas de distanciamento social, utilização de máscaras, enfim, regras e, principalmente, tentar conversar com as pessoas. Não dá pra gente pedir para as pessoas aquilo que elas não vão fazer. Então, o lockdown parece uma medida extrema e desnecessária”.

Paes disse ainda que tem conversando com o futuro secretário de Saúde, Daniel Soranz, justamente pela preocupação com a Saúde, agravada nesse momento pela pandemia.

Últimas notícias