Eleições 2020: apenas dois prefeitos apoiados por Bolsonaro são eleitos

Na reta final da campanha eleitoral, o chefe do Estado usou das redes sociais e fez as famosas "lives" no Palácio Alvorada para pedir votos

atualizado 29/11/2020 21:45

Jair BolsonaroFábio Vieira/Especial Metrópoles

Apenas dois dos 13 candidatos a prefeito apoiados diretamente pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido) saíram vitoriosos das Eleições 2020. Na reta final da campanha eleitoral, o chefe do Estado usou as redes sociais e fez as famosas “lives” no Palácio Alvorada para pedir votos. O saldo, no entanto, não foi positivo. 

No primeiro turno (15/11), Gustavo Nunes (PSL) venceu a disputa pela prefeitura de Ipatinga (MG). Além dele, Mão Santa (DEM), em Parnaíba (PI), também levou a maior parte dos votos. Para o segundo turno, nenhum saiu vitorioso. Crivella (Republicanos), no Rio, e Capitão Wagner (PROS), em Fortaleza, não se elegeram.

Bolsonaro, no entanto, conseguiu triunfo em duas cidades menores, como Anápolis (GO) e São Gonçalo (RJ), que foram citados pelo presidente em vídeos.

Veja os resultados:

Dos 45 vereadores apoiados, 10 se elegeram, 35 não venceram (31 são suplentes). Entre os nomes que não conquistaram apoio dos eleitores está a Wal Bolsonaro (Republicanos) — a Wal do Açaí –, postulante a vereadora de Angra dos Reis (RJ), que obteve menos de 300 votos.

Por outro lado, o vereador Carlos Bolsonaro (Republicanos) conseguiu se reeleger com 71 mil votos, mas ficou atrás na corrida para o vereador Tarcísio Motta (PSol), com 86,2 mil votos.

Últimas notícias