*
 

O presidente da Câmara dos deputados, Rodrigo Maia (DEM), defendeu nesta sexta-feira (2/3), em Barra Mansa, no Rio, candidatura alternativa do centro à presidência da República. “Não precisa ser necessariamente a minha”, afirmou, “mas acho que o meu nome tem o apoio de alguns partidos importantes e pode ser uma construção que nos dê a chance de disputar o segundo turno.”

Maia afirmou que a candidatura do PSDB não tem chance de ganhar e minimizou as declarações de seu pai, Cesar Maia, de apoio a Geraldo Alckmin em detrimento dele: “É só uma preocupação de pai”, disse. “Mas ele conhece as pesquisas, ele sabe que se não construirmos uma nova candidatura no campo do centro, vamos entregar a eleição para o PT, para Marina (Silva) ou para o Ciro (Gomes)”.

Com discurso de candidato, Maia defendeu a ideia de um Estado mínimo. “O Estado brasileiro é esse elefante branco que ninguém controla, que não caminha para lugar algum e não atende ninguém verdadeiramente”, avaliou.

O congressista participou da segunda reunião do observatório da intervenção federal do Rio que reuniu prefeitos de todo o interior do estado em Barra Mansa.