Quase 34% dos estudantes mudam de estado para cursar universidade

Dos alunos matriculados no primeiro ano de estudos, 14,5% se afastaram das aulas, sendo que 10,4% desistiram do curso

ISA LIMA/UNB AGÊNCIAISA LIMA/UNB AGÊNCIA

atualizado 19/09/2019 18:45

O Censo da Educação Superior de 2018 revela que no ano passado, do total de 309.266 alunos ingressos em universidades federais, 11% se matricularam em um curso em outra unidade da Federação. Ao todo, 33.929 estudavam em estado diferente daquele da residência.

Apesar do volume de estudantes matriculados, o diretor de estatísticas educacionais do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), Carlos Moreno, ressalta a grande parcela que não conclui o curso.

Dos alunos matriculados no primeiro ano de estudos, 14,5% se afastaram das aulas, sendo que 10,4% desistiram do curso e 4,1% trancaram a matrícula.

“Por algum motivo, esses alunos não conseguiram permanecer no curso superior. Esse é um número ruim”, frisou Moreno, nesta quinta-feira (19\09\2019).

Panorama
Segundo o governo federal, quase 40% da população de 18 a 24 anos concluiu o ensino médio e não frequenta a universidade. Nesse universo, apenas 21,7% estão cursando algum curso superior.

Há três anos consecutivos o número de matrículas no ensino médio tem caído no país. Em 2016, foram 8.133 ingressos. Em 2017, 7.930 e, no ano passado, 7.710. Carlos Moreno destacou que no Brasil o ensino superior ainda é uma ferramenta para aumento salarial.

O país, segundo o Inep, tem, atualmente, 2,5 mil universidades e faculdades e mais de 8,4 milhões de alunos. As instituições privadas ainda são a principal fonte de ensino superior no país.

Últimas notícias