Eduardo Paes sobre sistema BRT: “Estão tratando a população como gado”

Prefeito do Rio anunciou a intervenção no sistema BRT e na bilhetagem eletrônica dos ônibus da cidade

atualizado 03/03/2021 16:55

Eduardo Paes conversa com Raquel Sheherazade para o MetrópolesRafaela Felicciano/Metrópoles

Rio de Janeiro – O prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes, anunciou, na tarde desta quarta-feira (3/2), que o município deve assumir o sistema de BRT “em até quatro semanas”.

Pela manhã, Paes anunciou, nas redes sociais, a decisão de assumir a operação do BRT e da bilhetagem eletrônica da cidade do Rio. Após reunião com as concessionárias de serviço, o prefeito deu mais detalhes.

“Quero me desculpar com os cariocas, mas não quer dizer que vamos ter uma mágica. Não vai ficar tudo maravilhoso. Vai ser uma mudança de médio e longo prazo”, avisou.

“Pretendemos colocar os ônibus para funcionar, fazer investimentos diretos e tornar a vida das pessoas melhores. Estão tratando a população como gado. Mas não é uma licitação simples”, disse.

O prefeito do Rio também anunciou mudança no sistema no modelo de bilhetagem eletrônica dos ônibus da cidade. Segundo ele, o serviço não vai ser mais exclusivo das concessionárias.

“Vamos sair do RioCard e fazer uma nova licitação de acordo com a regras da prefeitura. A famosa caixa preta do sistema de ônibus vai ser aberta, e a prefeitura vai ter total controle. Hoje, a gente não consegue auditar”, reclamou.

Metrópoles entrou em contato com o Consórcio BRT e com a RioCard após o anúncio da intervenção nas redes sociais, mas as empresas disseram que não vão se manifestar.

Últimas notícias