Testes não sinalizam apoio a sistema de pagamentos pelo WhatsApp, diz BC

Banco Central informou que a opção está sendo analisada conforme os procedimentos e prazos padrão usados em outros pleitos

atualizado 03/08/2020 10:24

divulgação

O Banco Central (BC) informou nesta segunda-feira (3/8) que os testes realizados com a plataforma WhatsApp Pay (WAP) não fazem parte do processo de análise para operar a solução de pagamentos.

Lançado no Brasil em 15 de junho, o WhatsApp Pay permite a realização de pagamentos pela própria conversa no aplicativo de mensagens. No entanto, o BC resolveu suspender a operação, que passa agora por uma análise prévia, ao alegar que temia danos à concorrência.

Em nota, o BC informou que a opção está sendo analisada conforme os procedimentos e prazos padrão usados em outros pleitos – e nada tem a ver com os testes realizados.

“Os testes não fazem parte do processo formal de análise do pedido das empresas para operar a referida solução de pagamentos”, informou a autarquia.

“Esses testes não podem envolver a realização de qualquer transação real com usuários e não podem movimentar valores reais em qualquer montante”, prosseguiu.

No caso da Visa, um dos instituidores dos arranjos de pagamento responsáveis pela solução de pagamento do WAP, o BC disse ter informado à empresa que não há impedimento para a realização dos testes solicitados.

Ainda não houve manifestação sobre questionamentos feitos pela Mastercard, o que deverá acontecer nos próximos dias, segundo o BC, seguindo a mesma racionalidade de pedidos de mesmo teor.

O BC afirmou também que pretende concluir essa análise o mais rápido possível. O objetivo, ressaltou, é “recepcionar os novos participantes no sistema de pagamentos, com a devida segurança quanto à saudável competição e à segurança de dados dos usuários”.

Últimas notícias