Tesouro pedirá ajuda de comunidades para cadastrar informais

A rede de assistência social e as experiências em programas públicos serão utilizadas neste período, segundo o secretário Mansueto Almeida

atualizado 30/03/2020 16:02

O Secretário do Tesouro Nacional, Mansueto Almeida, afirmou, nesta segunda-feira (30/03), que o governo pedirá ajuda às comunidades para cadastrar trabalhadores informais que receberão R$ 600 durante a crise do coronavírus. As informações são do G1.

A rede de assistência social e as experiências em programas públicos serão utilizadas, segundo o secretário. Todos os mecanismos para encontrar pessoas com direito ao benefício serão usados.

“Parte [dos informais] já está no Cadastro Único. Parte não é cadastrada. Tem de incentivar e pedir ajuda das comunidades para o cadastramento de vulneráveis. É um desafio, uma operação de guerra”, destacou Mansueto.

O secretário ressaltou que o pagamento do auxílio poderá ser feito via conta bancária para os correntistas.

Ao ser questionado sobre o valor do benefício, Mansueto destacou: “Vale lembrar que estamos em um país que 54% das pessoas com carteira assinada ganham menos de R$ 2 mil por mês”, disse.

Bolsa Família

“O programa social mais importante, mais bem avaliado e elogiado por todas as instituições internacionais é o Bolsa Família, cujo pagamento médio é inferior a R$ 200. O benefício não vai resolver o problema de desigualdade e miséria do Brasil, mas aí é um problema estrutural, é outra questão”, concluiu Mansueto.

Últimas notícias