Petrobras reduz preços em 30% em 2020; queda não chega aos postos

A expectativa de arrecadação de royalties, pela projeção da ANP, seria de R$ 28,4 bilhões em 2020, sendo R$ 5,9 bilhões para o RJ

atualizado 18/03/2020 21:13

Daniel Ferreira/Metrópoles

Com a nova redução anunciada nesta quarta-feira (18/03) o preço da gasolina vendida pela Petrobras nas refinarias já caiu 30,1% e o diesel 29,1% no ano, ainda não totalmente repassada para o consumidor, avaliam analistas, que já previam uma queda gradual nas bombas dos postos de abastecimento. O impacto maior, alertam, será na arrecadação dos royalties para os governos.

A Petrobrás informou que a partir desta quinta-feira (19/03) vai reduzir preço da gasolina em 12% – na semana passada, já havia reduzido o preço em 9,5%. O preço do diesel terá queda de 7,5% – na última semana, a redução foi de 6,5%.

Segundo dados da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), nos postos de abastecimento a gasolina desde janeiro até o dia 14 de março caiu 1,3% e o diesel, 3,8%. A expectativa de arrecadação de royalties, pela projeção da ANP, seria de R$ 28,4 bilhões em 2020, sendo R$ 5,9 bilhões para o Rio de Janeiro, maior estado produtor. A simulação porém leva ainda em conta uma média de preço do petróleo de US$ 60,10 o barril e da cotação do dólar em R$ 4,05.

Nesta quarta-feira (18/03), o petróleo do tipo WTI tocou o menor patamar neste século, ao atingir US$ 20,98 o barril e o tipo Brent está sendo negociado a US$ 24,88 o barril. Já o dólar disparou com o nervosismo do mercado e por volta das 16h30 era negociado a R$ 5,22.

Últimas notícias