INSS adia ponto facultativo e servidores vão ter feriadão de quatro dias

Agências de Previdência Social abrirão normalmente nesta quarta-feira (28/10), Dia do Servidor Público

atualizado 28/10/2020 14:12

Agência do INSSHugo Barreto/ Metrópoles

O Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) informou que as agências de Previdência Social (APS) abrirão normalmente nesta quarta-feira (28/10), apesar de ser Dia do Servidor Público.

As unidades estarão fechadas para atendimento, no entanto, nesta sexta-feira (30/10). O ponto facultativo pela data comemorativa foi postergado pelo Ministério da Economia, em portaria (leia aqui) publicada na terça (27/10).

Com isso, servidores do INSS terão um feriado prolongado de quatro dias e só retomam as atividades na próxima terça-feira (3/11), após o feriado do Dia de Finados.

A paralisação das atividades ocorre em meio à pandemia do novo coronavírus e uma fila com cerca de 1,8 milhão de pedidos para serem analisados pelo INSS.

Até o mês passado, 790,3 mil requerimentos de segurados aguardavam a realização de perícias médicas presenciais. A maioria — 96,6% — é de pedidos de benefícios por incapacidade temporária (auxílio-doença) e do BPC.

Segundo dados da Secretaria de Previdência e Trabalho do Ministério da Economia, foram realizados 20.908 atendimentos pela perícia médica em todas as agências nessa segunda (26/10) e terça-feira (27/10).

0
0

Com as unidades fechadas, os segurados podem buscar informações, pedir benefícios e agendar serviços pelo aplicativo ou site Meu INSS, ou, ainda, por meio do telefone 135, que funciona de segunda a sábado, de 7h às 22h.

O Meu INSS conta com uma assistente virtual, a Helô, para esclarecer dúvidas ou consultas de processos sobre requerimentos, informações sobre atendimento nas agências, resultado de perícias médicas, auxílio-doença.

Desde o lançamento, em maio deste ano, a Helô realizou 5,9 milhões de atendimentos. “A ideia é que a assistente virtual se aprimore cada vez mais para interagir de forma ainda mais eficaz com o cidadão”, diz o INSS.

Últimas notícias