Inflação do aluguel sobe 2,53% em fevereiro pressionada por gasolina

Indicador acumula alta de 5,17% em 2021 e de 28,94% nos últimos 12 meses. Dados foram divulgados nesta quinta-feira pela FGV

atualizado 25/02/2021 9:56

bomba de gasolinaAndre Borges/Esp. Metrópoles

O Índice Geral de Preços do Mercado (IGP-M) registrou alta de 2,53% em fevereiro. Com isso, o indicador acumula alta de 5,17% em 2021 e de 28,94% nos últimos 12 meses.

Em fevereiro do ano passado, o IGP-M havia caído 0,04% e acumulava alta de 6,82% em 12 meses. Os dados foram divulgados nesta quinta-feira (25/2) pela Fundação Getúlio Vargas (FGV).

O IGP-M registra a variação de preços (inflação) no mercado. Considerado um forte indicador da macroeconomia, o índice é usado para reajustar contratos de aluguel e tarifas do setor de energia elétrica.

0

Já o Índice de Preços ao Produtor Amplo (IPA), indicador com maior influência no índice geral, variou 3,28% em fevereiro, ante 3,38% em janeiro.

“Apesar da similaridade, o resultado mostrou que a pressão exercida pelas matérias-primas brutas se espalhou pelas demais classes do IPA favorecendo o acréscimo das taxas dos grupos ‘bens intermediários’ e ‘bens finais'”, explica o coordenador dos índices de preços, André Braz.

A principal contribuição para este resultado partiu do subgrupo combustíveis para o consumo, cuja taxa passou de 5,08% para 12,68%, no mesmo período.

No caso dos “bens finais”, que teve alta de 1,09% para 1,25%, o grupo foi influenciado pelo aumento da gasolina, cujo preço subiu 17,43%, ante 6,63% no mês anterior.

Últimas notícias