*
 

O Índice Nacional da Construção Civil (Sinapi), registrou uma inflação de 0,16% em outubro, 0,11 ponto percentual abaixo do 0,27% de setembro. A taxa também é inferior ao 0,64% de outubro de 2016. Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, essa é a menor taxa desde abril (0,15%).

O Sinapi acumula taxas de 3,14% no ano e de 3,75% no período de 12 meses. Com a alta de preços de 0,16% de outubro, o metro quadrado da construção civil ficou em R$ 1.059,68.

Os materiais de construção tiveram inflação de 0,20%, passando a custar R$ 540,58 por metro quadrado. Já a mão de obra agora está 0,12% mais cara, passando a ter o custo de R$ 519,10 por metro quadrado.

Goiás foi o estado com maior inflação registrada pelo Sinapi em outubro (2,47%), por conta da pressão exercida pelo reajuste salarial de acordo coletivo e pelo aumento na parcela dos materiais. Seis unidades da federação tiveram deflação, com destaque para Sergipe (-0,25%).

 

 

COMENTE

inflaçãoconstrução civileconomia
comunicar erro à redação