Governo vai liberar até 35% das contas ativas do FGTS, afirma Guedes

Ministro da Economia disse que os recursos do Fundo poderão ser sacados no mês de aniversário dos que tiverem o benefício disponível

Rafaela Felicciano/MetrópolesRafaela Felicciano/Metrópoles

atualizado 17/07/2019 17:51

O ministro da Economia, Paulo Guedes, afirmou nesta quarta-feira (17/07/2019) que o governo vai anunciar as regras para liberação do dinheiro das contas ativas do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS).

Segundo Guedes, que está na Argentina participando da reunião de cúpula do Mercosul, até 35% do valor depositado pelo empregador atual poderá ser retirado das contas. O percentual dependerá da renda do trabalhador. Atualmente, o dinheiro das contas ativas tem uso limitado. A expectativa é de que a medida libere R$ 42 bilhões para os trabalhadores.

Os recursos do Fundo poderão ser sacados no mês de aniversário dos que tiverem o benefício disponível, destacou o ministro.

A intenção de liberar os recursos das contas ativas busca estimular a economia do país. Porém, Guedes havia afirmado que só faria anúncios de novas medidas após a aprovação da reforma da Previdência.

De acordo com fontes da equipe econômica, que falaram ao jornal O Estado de S. Paulo, uma das ideias é autorizar os saques na seguinte proporção: quem tem até R$ 5 mil no fundo, poderia pegar 35% do saldo; trabalhadores com até R$ 10 mil no FGTS teriam autorização para sacar 30%. Ainda se discutia qual parcela terá direito quem tem entre R$ 10 mil e R$ 50 mil no FGTS, mas o porcentual não foi definido. Acima de R$ 50 mil, o trabalhador só poderia sacar 10% do saldo total.

Pis/Pasep
O ministro disse ainda que devem ser liberados outros R$ 21 bilhões dos recursos do Programa de Integração Social (PIS) e do Programa de Formação do Patrimônio do Servidor Público (Pasep).

“A tendência é esta”, destacou Guedes.

Como saber meu saldo?
Para saber se você terá direito a retirar o crédito, é possível consultar o saldo no site da Caixa Federal ou do próprio benefício. Com o aplicativo para smartphone, é possível acompanhar também os depósitos realizados e informações sobre a retirada.

No rol de opções para os trabalhadores que querem se informar, está o cadastramento no site para receber mensagens via celular ou por e-mail. O aplicativo pode ser baixado gratuitamente por celulares do sistema Android, IOS e Windows.

Aos que preferirem realizar a operação pessoalmente, é possível consultar extrato no balcão de agências da Caixa ou em um posto de atendimento, junto ao Cartão Cidadão do banco.

Últimas notícias