FGTS: Caixa vai considerar saldo 20 dias antes do saque emergencial

A medida anunciada pelo governo prevê a retirada de até R$ 500 por conta vinculada, seja ativa ou inativa

Rafaela Felicciano/ MetrópolesRafaela Felicciano/ Metrópoles

atualizado 15/08/2019 11:49

A Caixa Econômica Federal informou que o saldo do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) a ser considerado para o saque emergencial será o valor disponível na conta vinculada do trabalhador 20 dias antes do início do calendário de retiradas, com base na data de nascimento do beneficiário. As informações são do jornal Extra.

Assim, de acordo com o banco, no caso de cotistas com data de nascimento em fevereiro, sem conta no banco, que serão autorizados a efetuar o saque em 25 de outubro, o valor disponível será auferido no dia 5 daquele mês.

Como anunciado no começo de agosto, o saque emergencial prevê a retirada de até R$ 500 por conta vinculada, seja ativa ou inativa. A medida começa a valer a partir de 13 de setembro e ficará disponível até março de 2020. Atualmente, segundo a Caixa, há cerca de 260 milhões de contas ativas e inativas no FGTS.

A instituição financeira informou também que ainda não há definição sobre o saldo a ser considerado no caso de o trabalhador aderir ao saque aniversário, que permitirá a retirada de um percentual de recursos anualmente, a partir de abril de 2020.

Últimas notícias