Coronavírus: INSS antecipa segunda metade do 13º para maio

A medida faz parte de um conjunto de ações apresentadas pelo Ministério da Economia para amenizar o impacto econômico da pandemia

atualizado 17/03/2020 12:30

O governo federal anunciou nesta segunda-feira (16/03) a antecipação para maio da segunda parcela do 13° salário do Instituto Nacional do Seguro social (INSS). Ao todo, serão pagos R$ 23 bilhões.

A medida faz parte de um conjunto de ações apresentadas pelo Ministério da Economia para amenizar o impacto econômico pelo novo coronavírus.

A primeira metade do 13° salário a aposentados e pensionistas foi antecipada para abril, conforme anúncio da pasta feito na semana passada.

De acordo com a proposta apresentada, o Ministério da Economia pretende injetar R$ 147 bilhões no país em três meses. O montante está dividido entre a população mais vulnerável, a manutenção de empregos e o combate à pandemia.

“Vamos cuidar exatamente dos mais vulneráveis, os idosos”, enfatizou o ministro da Economia Paulo Guedes, durante coletiva de imprensa.

Além da antecipação do 13° a aposentados, o governo decidiu ampliar o programa Bolsa Família e a disponibilidade de novos saques do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS). O abono salarial também foi antecipado para junho.

“É possível que a cada 48 horas voltemos com novas medidas”, explicou Guedes, ao considerar também a possibilidade de não haver mais ações. Segundo ele, tudo depende do que o cenário econômico apresentar nos próximos dias.

Últimas notícias