Bolsonaro é cobrado por auxílio e responde: “Pede para o governador”

Presidente viajou na manhã deste sábado para São Francisco do Sul (SC), onde vai passar o feriado de Carnaval

atualizado 13/02/2021 19:35

Presidente Jair Bolsonaro faz selfie com apoiador, em São Francisco do Sul (SC)Reprodução/ Redes sociais

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) voltou a questionar, neste sábado (13/2), medidas de isolamento social adotadas durante a pandemia do novo coronavírus ao ser perguntado sobre o retorno do pagamento do auxílio emergencial.

“Quem foi que tirou teu emprego? Você quer o auxílio? Pede para o governador”, disse. “Quem fechou tudo? Quem foi que fechou o comércio, fui eu ou foi o governador? Estou te perguntando: quem foi que fechou?”, continuou, ao ser questionado sobre o auxílio.

Bolsonaro viajou neste sábado a São Francisco do Sul (SC). O mandatário da República vai passar o feriado de Carnaval no litoral catarinense.

A resposta dada por Bolsonaro sobre o auxílio veio em meio a uma série de selfies e aglomerações com apoiadores. O presidente estava acompanhado dos deputados federais Hélio Lopes (PSL-RJ) e Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), além do secretário da Pesca, Jorge Seif.

Nessa quinta-feira (11/2), após evento em Alcântara, no Maranhão, Bolsonaro disse que o auxílio emergencial poderá retornar em março e durar entre três e quatro meses.

“Está quase certo, não sabemos o valor. Com toda a certeza, a partir de… Pode não ser, né. A partir de março, três, quatro meses. É o que está sendo acertado com o Executivo e com o Parlamento também, porque temos que ter responsabilidade fiscal”, declarou o mandatário da República. (Com informações do Estadão)

Últimas notícias