Auxílio emergencial é aprovado por 79%; e 72% defendem prorrogação, diz CNT

Dos mais de 2 mil entrevistados, 42% relataram que receberam o benefício previsto às famílias financeiramente impactadas pela pandemia

atualizado 26/10/2020 17:11

Homem utiliza aplicativo app de auxilio do governo contra a falta empregos pelo covid19Hugo Barreto/Metrópoles

Mais de 72% dos brasileiros defendem a prorrogação do pagamento do auxílio emergencial. É o que mostra pesquisa realizada pela Confederação Nacional do Transporte (CNT) em parceria com o Instituto MDA. O estudo foi divulgado nesta segunda-feira (26/10).

De acordo com a CNT, dos mais de 2 mil entrevistados, 42% relataram ter recebido o benefício previsto às famílias financeiramente impactadas pela pandemia do novo coronavírus. Do mesmo total, 79% dos brasileiros classificaram o auxílio como “muito importante para a população e para a economia brasileira”.

0

A pesquisa também mediu a popularidade do presidente Jair Bolsonaro (sem partido). Segundo o levantamento, o desempenho pessoal do mandatário do país é aprovado por 52% dos brasileiros.

Conforme o estudo, 43,2% dos entrevistados desaprovam o desempenho do chefe do Executivo. A margem de erro é de 2,2 pontos percentuais.

No que diz respeito ao governo Bolsonaro, a aprovação é de 41,2%. Outros 55,7% classificaram a gestão como regular ou ruim, tendo 27,2% dos entrevistados classificado o desempenho dos comandados e do presidente como péssimo.

Em parceria com o Instituto de Pesquisa MDA, o levantamento realizou 2.002 entrevistas presenciais, de 21 a 24 de outubro de 2020, em 137 municípios de 25 Unidades da Federação.

Além da popularidade do mandatário do país, a pesquisa apontou a percepção dos entrevistados em relação a temas como: eleições municipais, vacina contra Covid-19, Operação Lava Jato, retorno presencial de aulas nas escolas e auxílio emergencial. O estudo também avaliou o interesse dos participantes com questões políticas.

Últimas notícias