Dupla é flagrada por vender doces de maconha em área nobre de Goiânia

Polícia Militar de Goiás prendeu jovem de 21 anos e adolescente de 16, abordados em Goiânia, enquanto entregavam doces em bairro nobre

atualizado 01/05/2021 14:00

Divulgação: Ascom/PMGO

Um jovem de 21 anos e uma adolescente de 16 foram flagrados, na manhã deste sábado (1º/5), por uma equipe da Polícia Militar de Goiás (PMGO), por fabricar e vender doces de brownie e brigadeiro produzidos com maconha, em Goiânia. Eles realizavam as entregas dos produtos no Setor Bueno, região nobre da capital.

De acordo com a PMGO, o jovem foi preso e a adolescente, apreendida, depois de serem abordados em um veículo gol branco, perto de uma empresa desativada. Segundo a polícia, ele disse que os doces eram diferentes e, por isso, mais caros. O brownie era vendido por 25 reais e o brigadeiro, por 10 reais, cada um, em embalagens personalizadas.

0

O tenente Cláudio Utida disse ao Metrópoles que os produtos são batizados pelo nome fantasia Ghost. Segundo ele, os dois moram na mesma casa, no Setor Parque Amazônia, que fica ao lado do Bueno, mas não têm relacionamento amoroso. Os nomes deles não foram divulgados.

Vendas nas redes sociais

O policial contou que eles produziam os doces há vários meses e saíam no veículo do jovem para realizar a entrega. As vendas, conforme apurou a polícia, eram realizadas pelo celular e redes sociais, como WhatsApp, Facebook e Instagram.

Depois da abordagem, segundo a PM, o jovem disse que “em sua casa havia mais uma fornada de brownie e itens para elaboração” dos doces. Ao chegar à residência, os policiais foram recebidos por uma moradora, que admitiu saber que seu colega produzia e vendia o que foi apreendido.

Segundo Utida, a moradora contou que já havia pedido para o jovem não levar mais sua irmã para as entregas dos doces e permitiu que a equipe policial entrasse na residência para mostrar que não tinha envolvimento e não concordava com o uso da maconha.

A moradora, de acordo com o tenente, também disse que a irmã dele sempre fazia as entregas com o jovem e recebia o dinheiro das vendas, cobradas por meio de operação de pix, débito ou crédito.

O que foi apreendido

Veja, abaixo, relação de apreensões realizadas pela PM.

  • 1 maquininha de cartão para recebimento;
  • 1 balança digital;
  • 1 smartphone Motorola;
  • R$ 237,00 em dinheiro da venda que havia ocorrido;
  • 1 Simulacro Pistola Rossi C11 6MM;
  • 5 brownie (400 gramas);
  • 4 brigadeiros (101 gramas);
  • Substancia pastosa já misturada com maconha (2.950kg);
  • Insumos para preparo na finalização.

Depois da abordagem, a PM encaminhou o jovem, a adolescente e a testemunha à Central de Flagrantes da Polícia Civil de Goiás, para serem ouvidos pelo delegado de plantão.

O Metrópoles tentou localizar o delegado plantonista, mas não obteve retorno dele nem da central. O portal também não conseguiu ouvir a defesa dos envolvidos, já que os nomes deles não foram divulgados.

Últimas notícias