*
 

Duas embarcações de pescadores naufragaram na Baía de Sepetiba, região metropolitana do Rio de Janeiro, por volta da 0h20 desta sexta-feira (8/6). Conforme relatos de um dos pescadores que estavam no momento do naufrágio, rajadas de vento e chuva forte foram a causa do acidente.

Segundo informações do Corpo de Bombeiros e do delegado responsável pelo caso, Moysés Santana, da 50ª DP de Itaguaí, até o momento cinco corpos foram tirados da água sem vida e ao menos 10 continuam desaparecidos.

Três pessoas saíram da água, após o acidente, nadando. A secretaria da Associação de Pescadores e Lavradores da Ilha da Madeira (Aplim) informou que as vítimas eram moradoras da região e tinham saído para o mar aberto, como de costume. A tragédia, segundo a pasta, foi causada por mau tempo.

As embarcações “Lucas Mar” e “Guto I”, aparentemente alugadas, afundaram na região da Laminha, afirmou a Marinha. Ainda na madrugada desta sexta-feira (8), quatro embarcações de resgate foram enviadas.

De acordo com a Marinha, os barcos naufragaram em frente ao Porto de Itaguaí e somavam 22 pessoas a bordo. As buscas continuam no local. Participam da ação equipes dos quartéis de Sepetiba, Angra e o Grupo Busca e Salvamento da Barra da Tijuca. Grupos do 24º BPM (Queimados) foram deslocados para a Ilha da Madeira. Policiais isolaram a área.