Doria se diz indignado com Marco Aurélio: “Lugar de bandido é na cadeia”

Governador de São Paulo criticou ministro do Supremo, que mandou soltar líder do PCC André do Rap, e agora está foragido

atualizado 11/10/2020 16:58

Governo do Estado de São Paulo

A soltura do traficante André de Oliveira Macedo, o André do Rap, pelo STF continua repercutindo politicamente. O ministro Marco Aurélio Mello, do Supremo, voltou a defender a decisão de soltura, que foi derrubada pelo seu colega e presidente da Corte Luiz Fux. Reagindo às críticas de Mello a Fux, a quem acusou de “autofagia” no STF, o governador paulista João Doria foi às redes dizer que lugar de bandido é na cadeia.

Veja postagem do governador tucano neste domingo (11/10):

Mais cedo, Marco Aurélio defendeu em entrevista ao Estadão que sua decisão foi tomada de forma vinculada à lei. Segundo o ministro, a decisão foi baseada no pacote anticrime, que inseriu no artigo 316 do Código de Processo Penal regra limitando a prisão preventiva a 90 dias, podendo ser renovada sob pena de se mostrar ilegal.

O ministro ainda criticou a decisão do presidente da Corte, Luiz Fux, que derrubou liminar e determinou a imediata volta de André do Rap para a prisão. Para Marco Aurélio, Fux ‘lamentavelmente implementou autofagia, o que fragiliza a instituição que é o STF’. “É lamentável e que gera uma insegurança enorme e acaba por confirmar a máxima popular cada cabeça uma sentença”, afirmou.

0

 

Apesar da ordem de Fux, André do Rap, que é considerado um líder do PCC na Baixada Santista, em São Paulo, sumiu. Ele é considerado foragido e suspeita-se que tenha ido para o Paraguai.

Últimas notícias