Diretor do Degase é assassinado com dois tiros na cabeça no Rio

Thiago Costa, de 40 anos, foi alvejado quando comprava materiais de construção para unidade que comandava, na Ilha do Governador

atualizado 22/03/2022 10:15

Reprodução/ Redes Sociais

Rio de Janeiro – A Polícia Civil investiga a morte de um diretor do Departamento Geral de Ações Socioeducativas (Degase), na tarde desta segunda-feira (21/3), na Ilha do Governador, zona norte do Rio de Janeiro.

Thiago Costa, de 40 anos, foi baleado e morto com dois tiros na cabeça, em frente a uma loja de material de construção na Estrada das Canárias. Ele estava comprando materiais para a unidade onde trabalhava, no Centro de Recursos Integrados de Atendimento ao Adolescente (Criaad), na Ilha do Governador.

 

0

 

Dentro do estabelecimento, Thiago e um outro agente foram chamados pelos criminosos, mas não desconfiaram de nenhuma ação suspeita. Ele saiu da loja e foi alvejado por dois tiros na cabeça, segundo o Degase. O outro agente não ficou ferido e passa bem.

Thiago trabalhava há 10 anos no Degase, era casado, tinha uma filha adolescente e um bebê de colo. A família do agente vai fazer uma manifestação às 11h em frente ao Palácio Guanabara, sede do governador do Rio.

Investigação

Durante a tarde, policiais militares do 17ºBPM, Ilha do Governador, foram acionados para verificar ocorrência próximo à comunidade do Barbante, na Vila Joaniza, na Ilha do Governador. No local, o diretor foi encontrado ferido e em óbito. 

A Delegacia de Homicídios da Capital (DHC) investiga a morte do agente e policiais estão em diligências para identificar os autores e a motivação do crime.

Mais lidas
Últimas notícias