Detenta trans Suzy recebe 234 cartas após matéria com Dr. Drauzio

Moradores do Distrito Federal, Salvador (BA) e Itabuna (BA), Recife (PE), Joinvile (SC), Vitória (ES) e Rio de Janeiro (RJ) enviaram cartas

atualizado 11/03/2020 11:41

suzy detenta trans dráuzio varella fantásticoReprodução/ Globo

Cinco dias após o doutor Drauzio Varella apresentar uma matéria sobre a vida das mulheres trans em presídios, a detenta Suzy Oliveira recebeu 234 cartas. Além disso, ela ganhou 16 livros, duas bíblias, maquiagens, chocolate, envelopes e canetas.

Somente de São Paulo, chegaram cartas da capital, Guarulhos, Birigui, Taubaté, Americana, Pirapozinho, Mogi das Cruzes, Paulo de Faria e Tabatinga. Moradores do Distrito Federal, Salvador (BA) e Itabuna (BA), Recife (PE), Joinvile (SC), Vitória (ES) e Rio de Janeiro (RJ) também enviaram missivas.

Na matéria, apresentada no dia 1º de março, Suzy contou ao médico que estava, há oito anos, sem receber visitas. A mulher ainda falou, para além da solidão, sobre a rotina das transexuais encarceradas. “Na cadeia, você é obrigada a se prostituir por uma pasta de dente, um sabonete, um prato de comida”.

Suzy está detida na Penitenciária I José Parada Neto, em Guarulhos, na Grande São Paulo. A Secretaria de Administração Penitenciária (SAP), que divulgou o endereço para que ela ganhasse cartas a pedidos dos espectadores, também informou que a detenta recebe 75% do salário mínimo pago por uma empresa que prestas serviços. De acordo com o G1, 700 mulheres trans estão no sistema prisional paulista.

Últimas notícias