Datafolha: aumenta rejeição ao trabalho de Sergio Moro na Lava Jato

Em 2016, índice de aprovação do ex-ministro chegou a 65%. Agora, em 2021, esse percentual baixou para 45%

atualizado 22/03/2021 10:48

Ex-juiz Sergio MoroHugo Barreto/Metrópoles

Pesquisa do instituto Datafolha indicou que a aprovação do trabalho do ex-juiz e ex-ministro da Justiça e Segurança Pública Sergio Moro no âmbito da Operação Lava Jato caiu drasticamente desde 2016.

O levantamento do Datafolha indicou que 45% dos brasileiros consideram que Moro conduziu de maneira boa ou ótima a operação, da qual era juiz principal. Em três mensurações há cinco anos, esse número variou de 65% a 62%, segundo a Folha de S. Paulo.

Para compor a pesquisa, o Datafolha entrevistou 2.023 pessoas nos dias 15 e 16 de março. O levantamento tem dois pontos percentuais de margem de erro.

No dia 8 de março, o ministro do Superior Tribunal Federal (STF) Edson Fachin anulou todas as condenações do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

Com a anulação das condenações do petista, deu-se início ao julgamento de suspeição de Moro. A 2ª Turma do STF ainda julga um habeas corpus impetrado pela defesa do ex-presidente Lula.

Ao alegar a suspeição de Moro, os advogados de Lula querem que a Justiça reconheça que o ex-juiz não foi imparcial nos processos e que, por isso, as condenações contra Lula deveriam ser revertidas, e as provas, anuladas.

0
A pesquisa

Moro segue sendo mais apoiado em setores associados à sustentação da Lava Jato, uma parcela mais rica da sociedade: recebeu avaliação ótimo ou bom por 54% entre quem ganha de 2 a 5 salários mínimos; 55% na faixa acima (5 a 10 salários); e de 57% entre os mais ricos (acima de 10 salários mensais).

Além disso, mesmo após o rompimento com o governo do presidente Jair Bolsonaro, o ex-juiz ainda é bem visto na região mais bolsonarista do país, o Sul, com 52% de aprovação. Também tem ótima percepção entre empresários, com 67% de aprovação.

Desde que Moro assumiu como ministro da Justiça do governo Jair Bolsonaro, a rejeição dele dobrou: de 11% a 13% em 2016, em 2021 está em 27%. Os 44% que rejeitam o governo do atual presidente também criticam o ex-ministro: 43% de desaprovação.

Por região nos índices de rejeição, o Nordeste lidera com 38% dos moradores – que consideram Moro como ruim ou péssimo.

Últimas notícias