Criança de 5 anos morre após ser atropelada em perseguição policial

Investigadores tentam descobrir de acidente ocorreu com carro da PM ou com o de bandidos que haviam assaltado uma padaria

Reprodução/TV GLOBOReprodução/TV GLOBO

atualizado 22/04/2019 12:11

Uma perseguição policial em São Paulo terminou com uma criança de cinco anos morta e a mãe dela, de 25, gravemente ferida. A tragédia começou após um confronto entre assaltantes armados com pistolas e fuzis e a Polícia Militar de São Paulo (PMSP). Mãe e filho acabaram atropelados.

Durante a fuga de um assalto a uma padaria no bairro Aricanduva, na zona leste de São Paulo, os criminosos arrancaram em alta velocidade. Leandro dos Santos e Thayana dos Santos Silva estavam numa esquina quando foram atingidos.

Thayana passou por uma cirurgia e está internada em estado grave. O menino foi enterrado, na manhã desta segunda na capital paulista. O caso aconteceu na noite do último sábado (20/04/19).

A Polícia Civil tenta descobrir se a dupla foi atingida pelo veículo da PM ou dos bandidos. As testemunhas ouvidas até esta segunda-feira (22/04/19) não souberam dizer com precisão a dinâmica do acidente.

Em depoimento no domingo (21/04/19), os dois policiais que atendiam a ocorrência também não confirmaram de quem foi a responsabilidade pelo atropelamento. Eles contaram que perderam o controle da viatura, que bateu em um poste.

O acidente, segundo relato dos policiais, teria sido ocasionado por uma colisão contra uma vala. Com o impacto, segundo o bole­tim de ocorrência, o policial “perdeu os sentidos e só veio a saber do ocorrido após ser medicado e liberado do hospital”.

Um inquérito policial militar foi aberto para apurar o caso. Segundo a Polícia Militar de São Paulo, as medidas a serem adotadas ainda vão depender da apuração e da análise psicológica e médica dos policiais. Os bandidos conseguiram fugir.

Últimas notícias