Criança de 3 anos sofre oito paradas e morre em Goiás por Covid-19

Heloísa Alves da Mata era moradora de Anápolis. Deu entrada na UPA da cidade no dia 28 de março com sintomas de febre e dores abdominais

atualizado 10/04/2021 22:08

heloisa alves da mata, de apenas 3 anos, vítima de covid-19 em goiásReprodução

Goiânia – Heloísa Alves da Mata, de apenas três anos de idade, morreu em Goiânia nessa quinta-feira (8/4), depois de enfrentar complicações geradas pela Covid-19. Ela chegou a sofrer oito paradas cardiorrespiratórias.

A garotinha e a família são de Anápolis, a 55 Km da capital, e recorreram, inicialmente, a uma unidade de saúde do município. Um dia depois, no entanto, ela precisou ser transferida para um leito de unidade intensiva de cardiopediatria.

Em nota, a Secretaria Municipal de Saúde de Anápolis informou que Heloísa deu entrada na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Pediátrica no dia 28 de março, com sintomas de febre e dores abdominais.

O quadro se agravou e ela foi encaminhada para o Centro de Internação Norma Pizzari Gonçalves, também da cidade e onde ela ficou em um dos leitos da chamada sala vermelha, que acolhe casos mais críticos.

Heloísa sofreu as primeiras paradas cardiorrespiratórias, no local, indicando a necessidade de transferência para uma UTI pediátrica. A solicitação foi inserida no sistema estadual de regulação no dia 29 de março e ela foi transferida no dia seguinte.

A criança foi levada para o Hospital Estadual de Urgências Governador Otávio Lage de Siqueira (Hugol), em Goiânia, onde permaneceu internada até essa quinta-feira.

O governador Ronaldo Caiado lamentou a morte da criança nas redes sociais. “A pequena Heloísa Alves da Mata, de apenas 3 anos, sofreu 8 paradas cardiorrespiratórias e morreu vítima da Covid-19, na última quinta, em Goiânia. Uma prova que o vírus não escolhe suas vítimas!”, escreveu.

Caiado aproveitou ainda para reforçar a necessidade de cuidado, diante do avanço da pandemia. “Não é momento de afrouxar os cuidados só porque já estamos vacinando. Só vamos vencer esse mal se todos fizerem sua parte. Recebam meu abraço e o de Gracinha (primeira-dama do estado). Que Deus conforte o coração de todos pela perda irreparável.”, expressou.

Vítima mais jovem de Anápolis

Até o fim desta semana, a Secretaria Municipal de Saúde de Anápolis aguardava a chegada da certidão de óbito de Heloísa para inserir o caso nas estatísticas. Ela é a vítima mais jovem da Covid-19, na cidade, que já perdeu 949 pessoas nesse mais de um ano de pandemia.

Em Goiás, até o momento, foram registradas 12.764 mortes por Covid. Desse total, 13 registros foram entre crianças menores de 10 anos, conforme os dados do painel eletrônico mantido pela Secretaria de Estado da Saúde de Goiás (SESGO).

O número de pessoas contaminadas pela doença, em Goiás, já ultrapassou o meio milhão (507.234). Desse grupo, 14.948 são crianças menores de 10 anos.

Últimas notícias