Covid: todos os estados têm crescimento de casos, aponta Fiocruz

Rio de Janeiro, São Paulo e Paraíba se destacam entre as unidades federativas com maior crescimento de casos de Covid

atualizado 23/11/2022 14:30

Homem com máscara e touca colocando cotonete no nariz de mulher sentada. Outra mulher passa ao fundo, de máscara / metropoles Vinícius Schmidt/Metrópoles

Dados do último boletim Infogripe, divulgado pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) nesta quarta-feira (23/11), apontam crescimento de casos de Covid-19 em todos os estados e no Distrito Federal.

A pesquisa analisa as causas de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) registradas no país entre os dias 13 e 19 de novembro. Rio de Janeiro, São Paulo e Paraíba se destacam entre as unidades federativas com maior crescimento de SRAG causada por Covid.

De acordo com o boletim, 15 das 27 UFs apresentaram aumento moderado dos casos: Alagoas, Bahia, Ceará, Distrito Federal, Goiás, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Pará, Paraíba, Piauí, Rio Grande do Norte, Rio de Janeiro, Roraima, Santa Catarina e São Paulo.

Na maior parte dos estados, o crescimento está presente na população adulta e nas faixas etárias acima de 60 anos, destaca a Fiocruz.

Em nota, o pesquisador e coordenador do Infogripe, Marcelo Gomes, ressaltou a importância de adotar medidas protetivas diante do aumento de casos em todo o país.

“Para diminuir a transmissão do vírus, é extremamente importante que a população retome o uso de máscaras adequadas em situações de maior exposição, como transporte público, locais fechados ou mal ventilados, aglomerações e nas unidades de saúde. Além disso, estar com a vacinação em dia é fundamental para diminuir o risco de agravamento da doença”, disse Marcelo.

Publicidade do parceiro Metrópoles 1
Publicidade do parceiro Metrópoles 2
Publicidade do parceiro Metrópoles 3
Publicidade do parceiro Metrópoles 4
Publicidade do parceiro Metrópoles 5
Publicidade do parceiro Metrópoles 6
0

Panorama

A pesquisa da Fiocruz também mostra que 6,2% dos casos registrados de SRAG foram causados por Influenza A; 0,2%, por Influenza B; 0,7% por Vírus Sincicial Respiratório (VSR); e 93,3% por Covid.

Além de apontar crescimento moderado nos estados, a Fiocruz também ressaltou a tendência em 17 das 27 capitais brasileiras.

É o caso de Aracaju (SE), Belém (PA), Plano Piloto e arredores de Brasília (DF), Campo Grande (MS), Curitiba (PR), Florianópolis (SC), Fortaleza (CE), Goiânia (GO), João Pessoa (PB), Maceió (AL), Natal (RN), Recife (PE), Rio de Janeiro (RJ), Salvador (BA), São Luís (MA), São Paulo (SP) e Teresina (PI).

Mais lidas
Últimas notícias