Covid-19: município em MT gasta R$ 4 mi em respiradores falsos

A licitação foi feita com urgência por causa da pandemia de coronavírus. A Polícia Civil do estado investiga o caso

atualizado 29/04/2020 13:16

Em meio à pandemia de coronavírus, a Prefeitura de Rondonópolis (MT), cidade de 232 mil habitantes, foi alvo de uma fraude. O município investiu R$ 4 milhões na compra de 22 respiradores mecânicos para enfrentar a doença, mas foi enganado com aparelhos falsos. A informação foi divulgada, inicialmente, pelo portal Uol.

A surpresa ruim veio quando os respiradores foram entregues ao pronto-socorro. Na ocasião, os médicos constataram que tratava-se de uma fraude e os equipamentos eram falsificados.

A cidade concentra o maior número de casos de Covid-19 no interior do estado: 53 confirmados e 166 suspeitos, com duas mortes.

Agora a compra, feita sem licitação devido à urgência no combate à pandemia, é investigada pela Polícia Civil do estado. A prefeitura entrou na Justiça para tentar reaver o dinheiro, e o pronto-socorro segue sem os respiradores novos.

Últimas notícias