Coronavírus: Pará isola 400 sem-teto no estádio Mangueirão

Medida faz parte das ações de isolamento social para conter a propagação da Covid-19 no estado, que já tem 13 casos confirmados

Mantimentos doados por empresas chegam ao MangueirãoAgência Pará

atualizado 27/03/2020 16:07

O governo do Pará está recebendo moradores de rua no estádio Mangueirão, em Belém, ocioso com a suspensão do futebol, para protegê-los do contágio pelo coronavírus.

No local, que é amplo, os sem-teto têm acesso a banho, produtos de higiene pessoal, colchões e alimentação. Os estádios de cidades do interior do estado, como Marabá e Santarém, também estão sendo preparados para receber pessoas que não têm casa.

“Nós escolhemos o Mangueirão pela sua amplitude, que permite que tenhamos a utilização dos espaços existentes no estádio, bem como áreas de circulação, para que não haja concentração em áreas fechadas”, disse o governador Hélder Barbalho (MDB) em visita ao local, que já recebe ao menos 400 pessoas segundo o governo do estado.

Os moradores de rua são cadastrados e têm sua saúde monitorada. Até agora, não foi identificado nenhum caso suspeito de infecção pela Covid-19 nessa população. No Pará, são 13 os casos confirmados de coronavírus e a transmissão comunitária já ocorre.

Para ajudar os moradores de rua em quarentena, empresas estão fazendo doações, como o Magazine Luíza, que disponibilizou mil colchões e mil travesseiros em Belém.

O Pará está em quarentena decretada pelo governo do estado, que determinou o fechamento do comércio e de escolas.

Últimas notícias