Contra obesidade, governo lança primeiro guia de atividade física

O documento recomenda que adultos façam de 150 a 300 minutos por semana de exercícios. No Brasil, 44,8% da população não cumpre o mínimo

atualizado 29/06/2021 11:07

Itaci Batista/AE

O Ministério da Saúde lançou o primeiro guia para a promoção de atividade física no país. O documento recomenda que adultos façam de 150 a 300 minutos por semana de exercícios. Ao todo, 74 mil exemplares serão distribuídos.

A campanha contra o sedentarismo foi iniciada nesta terça-feira (29/6). Inicialmente, o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, participaria do evento na sede da pasta, em Brasília. Contudo, ele não apareceu.

Na prática, com o guia o Ministério da Saúde quer reduzir o sedentarismo, que está ligado a doenças associadas ao excesso de peso.

Dados de 2019 indicam que 44,8% da população brasileira não realiza o mínimo de atividade física recomendado pela Organização Mundial da Saúde (OMS). A estimativa é que a inatividade física seja responsável por 15% das internações no Sistema Único de Saúde (SUS).

“A obesidade a gente sabe que é doença, que ela leva a uma série de doenças e que ela mata. O guia é um esforço para diminuir a obesidade. Temos que diminuir ou ao menos não deixar crescer”, destacou o médico Raphael Parente, secretário de Atenção Primária à Saúde do Ministério da Saúde.

O guia traz recomendações para crianças até 5 anos, crianças e adolescentes até 17 anos, adultos, idosos e gestantes.

Segundo o Ministério da Saúde, desde 2011 a pasta investe na promoção da atividade física. Já foram aplicados R$ 56 milhões no custeio de 1.580 polos do Programa Academia da Saúde (PAS).

Mais lidas
Últimas notícias