Confaz: preço da gasolina cai em 11 estados. No DF, valor subiu

Na capital federal, por exemplo, o litro do combustível a partir de 16 de julho sairá por R$ 4,3190

Igo Estrela/MetrópolesIgo Estrela/Metrópoles

atualizado 11/07/2019 23:09

O Conselho Nacional de Política Fazendária (Confaz) divulgou nesta quinta-feira (11/07/2019), no Diário Oficial da União, a tabela com os preços de combustíveis a serem usados como referência pelas unidades federativas do país a partir de 16 de julho – próxima terça-feira. Ao todo, o governo alterou os valores em 13 estados e no Distrito Federal.

Os novos preços abrangem, além do DF, Acre, Alagoas, Amazonas, Goiás, Maranhão, Mato Grosso, Pará, Paraíba, Paraná, Rio de Janeiro, Rondônia, Sergipe e São Paulo. Ao todo, o valor do litro caiu em 11 estados. Já a capital federal, Alagoas e Pará tiveram alta.

No Distrito Federal, por exemplo, o preço médio da gasolina a ser praticado a partir de 16 de julho é de R$ 4,3190 por litro. As unidades da Federação com os valores mais altos são Rio de Janeiro (R$ 4,9270), Acre e Minas Gerais (R$ 4,9205).

Já os locais em que o produto ficará mais em conta são Amapá, (R$ 3,9570), São Paulo (R$ 4,1420) e Santa Catarina (R$ 4,1800).

Na última segunda-feira (08/07/2019), a Petrobras anunciou uma redução no preço do litro da gasolina de R$ 0,0778 e do diesel de R$ 0,0825. Os valores são referentes aos preços médios dos combustíveis vendidos pelas refinarias aos distribuidores e passaram a valer a partir dessa terça (09/07/2019).

Entenda
O preço médio ponderado ao consumidor final serve como parâmetro para a cobrança do Imposto sobre Circulação de Mercadoria e Serviços (ICMS) retido pela Petrobras no ato da venda dos combustíveis aos postos de gasolina, o que impacta no valor praticado na bomba.

Além da gasolina, a tabela do Confaz traz os preços de referência de outros combustíveis. O diesel, por exemplo, teve redução em oito estados. Na capital federal, o novo valor teve alta e chegará a R$ 3,7740. O Acre terá a cobrança mais alta (R$ 4,4608), apesar de ter havido redução na comparação com a última tabela. O diesel mais barato será encontrado no Paraná (R$ 3,2800).

A tabela do Confaz também traz os novos preços praticados no gás liquefeito de petróleo, querosene de aviação, etanol, gás natural veicular (GNV), gás natural industrial e óleo combustível.

Preço nas bombas
O Confaz é um órgão colegiado que reúne os secretários de Fazenda dos estados e do Distrito Federal e cujo presidente é o ministro da Economia, cargo exercido por Paulo Guedes.

Os valores refletem o preço praticado para as distribuidoras, sem tributos, e em cima deles são acrescentados diversos impostos e margens de lucro em cada etapa do processo, até chegar ao valor final nas bombas.

 

Confira a íntegra da tabela:
reprodução/dou

Últimas notícias