*
 

“Coronel Pau Mole”. Foi com essa denominação que o comandante da Polícia Militar do Amazonas, coronel David Brandão, foi identificado na Portaria nº 002/2018 do Ministério Público do estado (MP-AM), publicada no Diário Oficial Eletrônico da instituição na última segunda-feira (4/6). De acordo com o site ATUAL, que registrou em cartório uma cópia do documento, o oficial está estudando as medidas cabíveis a serem adotadas após o caso.

Entre as providências requeridas no processo de investigação, a portaria foi redigida da seguinte forma em seu item 2: “Expedição de ofício ao Exmo. Sr. Comandante-Geral de Polícia Militar do Estado do Amazonas, Coronel Pau Mole, por meio do Procurador-Geral de Justiça, para TOMAR CONHECIMENTO da instauração do presente Inquérito Civil e, caso deseje, PRESTAR INFORMAÇÕES e encaminhar documentos que julgar necessários ao esclarecimento dos fatos no prazo de 10 (dez) dias, dada a urgência e gravidade dos fatos apurados, bem como solicitando a imediata alocação de uma viatura para realizar os trabalhos de patrulhamento da polícia militar na cidade de Japurá/AM”.

Segundo o portal, o inquérito busca apurar os motivos de o patrulhamento na cidade ser feito apenas por motocicletas. No ato normativo, o Ministério Público aponta que o meio de transporte é prejudicial para a segurança pública do município. O MP enviou uma nota após a repercussão:

Nota de Esclarecimento

A Procuradoria-Geral de Justiça do Ministério Público do Estado do Amazonas informa que a portaria N° 002/2018, publicada no Diário Oficial Eletrônico da Instituição (Dompe) no último dia 04 de junho, foi digitada com erro grosseiro e ofensivo quando se refere ao Comandante da Polícia Militar do Amazonas, Coronel David Brandão.

É importante esclarecer que as publicações referentes a procedimentos ou atos das Promotorias de Justiça do interior do Estado publicadas no Dompe são enviadas para a Procuradoria-Geral já com o conteúdo editado para publicação.

Assim que o erro foi identificado, a Procuradoria-Geral corrigiu a publicação e determinou a apuração do fato, a fim de que tamanha falha seja devidamente responsabilizada.

O Ministério Público do Estado do Amazonas sempre cultivou uma relação harmoniosa com a Polícia Militar do Estado e tem o maior respeito pelo trabalho e conduta ilibada do Coronel David Brandão, que, inclusive, foi Chefe da Assessoria Militar deste órgão ministerial, desempenhando a função por vários anos de forma competente e honrosa.

Manaus, 05 de junho de 2018
Procuradoria-Geral de Justiça

Confira a página do Diário Oficial:

Reprodução/ ATUAL