Com alastramento da Delta, Queiroga volta a falar de testagem em massa

Estudos indicam que a variante Delta do novo coronavírus, originária da Índia, é a mais contagiosa entre todas as cepas já sequenciadas

atualizado 21/07/2021 21:04

teste covid em massa ministerio saudeVinícius Schmidt/Metrópoles

Em coletiva realizada nesta quarta-feira (21/7), o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, voltou a falar em testagem em massa, mas ainda sem informar datas para implementação dessa medida. Na ocasião, o cardiologista adiantou que a pasta contará com a parceria da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz).

Queiroga afirmou também que o Ministério da Saúde adotará duas estratégias para combater as variantes, em especial a Delta, que tem colocado o mundo em alerta: vacinação e vigilância.

“Nós precisamos conhecer bem qual é o perfil desses indivíduos: qual é o percentual de pacientes já vacinados com as duas doses da vacina; onde eles estão localizados; e o isolamento dessas pessoas, para evitar que haja uma transmissão comunitária da variante Delta“, ressaltou Queiroga.

A variante

A variante Delta, de acordo com estudos recentes, é a mais contagiosa entre todas as cepas já sequenciadas. Segundo pesquisas da Organização Mundial da Saúde (OMS), essa mutação tem transmissibilidade 97% maior do que a cepa original do coronavírus, oriunda da China.

A cepa já está presente em mais de 96 países, é predominante em alguns deles, e preocupa a OMS. A estimativa da entidade é que, em alguns meses, a variante prevaleça em todo o mundo.

Até o momento, alguns casos da Covid-19 causada pela Delta já foram identificados em estados como Paraná, São Paulo, Rio de Janeiro, Brasília e Goiás. No país, foram registrados dois óbitos de pessoas com a cepa: uma gestante de 42 anos no Paraná e um tripulante de 54 anos de um navio chinês atracado no Maranhão.

Últimas notícias