*
 

Uma moradora de São Paulo relatou no Facebook a agressão que sofreu de um motorista da 99POP, da empresa 99, antiga 99 Táxis. O post repercutiu na rede social, chegando a ter mais de 34 mil compartilhamentos e 100 mil curtidas até a noite desta segunda-feira (11/9).

Gabriela Balbino estava saindo de uma festa quando chamou um carro para voltar a sua casa. Depois de três tentativas, Adelson Lima Soares aceitou a corrida e, pouco depois, ligou para a cliente. Ela disse que foi chamada de “gatinha” e, assim que o motorista parou na rua, começou a ser grosso com ela.

Os problemas se iniciaram, segundo Gabriela, quando ela perguntou o nome de Adelson para conferir se era realmente o carro que tinha solicitado pelo aplicativo. Ele disse que Gabriela já tinha as informações do veículo e não precisava ficar questionando ele, segundo o relato.

Enquanto o motorista gritava, ela optou pelo silêncio. Ele respondeu com mais grosserias, dizendo que a cliente estava sendo mal-educada. Gabriela afirma que o homem disse palavrões, a acusou de estar bêbada e ainda a ironizou, falando que a moça iria reportá-lo à empresa por assédio.

Gabriela postou todo o relato no Facebook, com a foto de Adelson.

 

A reportagem tentou contato com Gabriela e a empresa, mas até o momento não teve resposta. No entanto, na página do Facebook da 99, eles postaram uma mensagem sobre assédio e ressaltaram que em algumas cidades é possível requisitar uma motorista mulher.

SOBRE ASSÉDIO NO TRÂNSITOA gente aqui na 99 repudia qualquer ato de assédio e nos solidarizamos com todas as…

Posted by Vou de 99 on Monday, September 11, 2017

 

 

COMENTE

agressãomotorista#Assédio99
comunicar erro à redação

Leia mais: Brasil