Cinco dicas para melhorar as videoconferências no home office

Para melhorar a experiência com a ferramenta, selecionamos algumas sugestões que ajudarão você a fazer bonito nas videochamadas de trabalho

Luke Peters/Unsplash

atualizado 26/03/2020 11:35

Com a disseminação do novo coronavírus, empresas de diversos estados do país, e até mesmo os governos estaduais e federal, estão recorrendo ao teletrabalho, também conhecido como home office, para prevenir a propagação da doença. Neste momento de nenhum contato físico, a videoconferência tem se tornado uma das ferramentas mais utilizadas para manter o comunicação entre gestores, equipes, clientes e fornecedores. Porém, não é todo mundo que tira de letra o uso da ferramenta no trabalho.

Com a intenção de melhorar a experiência da videoconferência, o Metrópoles selecionou 5 dicas que vão te auxiliar a iniciar uma chamada sem ter que pedir ajuda à equipe da TI. Confira:

1 – Use uma plataforma adequada

Atualmente, há diversos aplicativos que permitem a comunicação por vídeo, como Skype, Zoom, Google Hangouts, Whereby, Microsoft Teams e até mesmo o WhatsApp. No entanto, para que tudo saia como planejado, é importante selecionar a plataforma que os participantes se sintam mais confortáveis e que disponha de recursos que atendam as necessidades da equipe, como o número de integrantes possíveis e o tempo limite da reunião.

Pode ser interessante selecionar uma plataforma que possua opções via desktop e smartphone para que o participante possa escolher por onde conectar.

2 – Verifique a velocidade de internet

A capacidade da banda larga da sua casa é um principais itens que definirão a eficácia da reunião. Nesse ponto, é preciso que todos os participantes possuam uma conexão minimamente razoável para que a transmissão de imagem e áudio sejam adequadas, com poucas oscilações.

É importante ficar atento ao uso simultâneo de outros serviços de streaming como Steam, Netflix, YouTube e Spotify. Ele são grandes consumidores da banda larga. Por isso, procure suspender o uso dessas plataformas enquanto a chamada de vídeo está sendo realizada. Em muitos casos, também é preferível utilizar a internet via cabo em vez do Wi-Fi.

De acordo com plataforma Skype, a velocidade recomendada de download/upload, para reuniões com mais de 7 participantes, é de 8 Mbps/512 kbps. Você pode testar se a conexão está apta aqui.

3 – Cuide do áudio

Você precisa ter na cabeça que sem um bom áudio, não há reunião. No caso das videoconferências, se a qualidade da imagem estiver ruim ou falhando, há a possibilidade de não se usar e seguir a discussão apenas com o áudio. Por isso, é fundamental escolher um ambiente com poucas distrações, confortável e silencioso, no qual o barulho externo não interfira.

Certifique-se ainda que o som do seu dispositivo (notebook ou smartphone) esteja funcionando. Você pode fazer um teste com parentes ou amigos antes de iniciar uma chamada.

4 – Use fone de ouvido e microfone

Apostar na utilização de fones e microfones é uma solução prática e confortável para melhorar o bom funcionamento de uma videoconferência. Os acessórios permitem diminuir a interferência de som externo, aumentando a clareza do que é falado.

Além disso, o áudio é fator fundamental em uma reunião à distância (como já pontuamos) e, por isso, obter uma nitidez perfeita, com a qualidade do som e da voz, ajuda a melhorar a experiência e evitar contratempos.

Atualmente, os fones que vem junto com os celulares cumprem bem o que foi explicado, pois contam com as duas funções: de escutar (alto-falantes) e de falar (microfone). No entanto, você também pode optar pela utilização de headphones com cancelamento total de ruídos e microfones direcionais.

5 – Conecte-se a uma TV

Uma dica bastante interessante, para deixar a experiência ainda mais completa, é o espelhamento da videoconferência na televisão. Com esta opção, você pode conversar com a equipe utilizando o suporte da webcam e microfone do notebook ou do smartphone, de maneira bem simples e intuitiva.

Algumas ferramentas facilitam a conexão entre os aparelhos sem muitas dificuldades, como o Chromecast ,que permite sincronizar o televisor com a plataforma Google Hangouts. Para quem possui Smart TV Samsung, por exemplo, a conexão do smartphone para a tela pode ser feita conectando os produtos na mesma rede Wi-Fi e ativando a função Smart View. Também há a possibilidade de plugar o cabo HDMI no notebook ao aparelho.

Dica extra: Fique atento ao local e com os trajes

Mesmo para uma reunião à distância e estando em casa, é importante usar roupas que condizem com a situação. Arrume-se como se fosse para um compromisso presencial da empresa: evite vestimentas casuais demais, escolha acessórios que façam pouco barulho e arrume o cabelo e a maquiagem, como se fosse um dia normal.

Além disso, atente-se ao espaço que você escolheu para participar da videoconferência. É muito importante criar um ambiente mais formal e menos bagunçado, por isso nada de cama ou sofá.

Outra opção é investir apenas na parte de cima, já que as transmissões geralmente são feitas a partir do peitoral. Mas todo cuidado é pouco, nada de pijama por baixo!

E aí, prontos para uma videoconferência?

Últimas notícias