Chefe de grupo que ameaçava divulgar imagens íntimas de homens é preso

Em Fortaleza, criminoso flertava e levava as vítimas, geralmente homens, a um motel, onde as filmava e as ameaçava em troca de dinheiro

atualizado 28/07/2021 20:26

Gerson AlvesReprodução

O chefe de um grupo criminoso que atuava em Maceió (AL) e Natal (RN) foi preso nesta quarta-feira (28/7) no Bairro de Fátima, em Fortaleza. O grupo extorquia e aliciava vítimas casadas, principalmente homens.

Gerson Alves Vieira, de 41 anos, aliciou mais de 100 vítimas e fazia ameaças de divulgação de imagens e vídeos íntimos. Ele já foi preso em Maceió e fugiu de um flagrante em Nata (RN).

A solicitação de prisão foi da Polícia Civil do Rio Grande do Norte, pois Gerson estava foragido.

De acordo com a Secretaria de Comunicação Social da Polícia Civil do RN), o grupo buscava pessoas do sexo masculino, em sua maioria casadas, flertava com elas e as levava para um hotel na zona sul de Natal.

No quarto, as vítimas eram fotografadas e filmadas, sob violência física e psicológica, quando os criminosos tentavam obter vantagens financeiras.

Ao mesmo tempo, outros membros do grupo colhiam dados bancários e de cartões de crédito das vítimas e efetuavam transações financeiras, como empréstimos, compras, transferências e saques.

Operação Eros

A prisão do criminoso em Fortaleza faz parte da “Operação Eros”, que ocorre desde abril, na cidade de Natal, e busca suspeitos de extorsão qualificada a clientes, em supermercados. A primeira parte da operação resultou na prisão de outros dois membros do grupo.

Gerson foi preso no momento em que se preparava para coagir mais uma vítima. Contra ele existiam dois mandados de prisão em aberto, além de seis inquéritos policiais instaurados pela Delegacia Especializada em Furtos e Roubos de Natal, conforme matéria do G1.

O suspeito foi levado à delegacia e encaminhado ao sistema prisional. Gerson responde pelos atos e está à disposição da Polícia Civil e Justiça do RN.

Últimas notícias