Cenipa, da FAB, vai investigar queda de avião com Marília Mendonça

Cantora sertaneja está entre as cinco vítimas que morreram, na tarde desta sexta-feira, após queda de avião no interior de Minas Gerais

atualizado 05/11/2021 19:24

Avião com Marilia Mendonça cai no interior de MGCorpo de Bombeiros/Divulgação

O Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Cenipa) foi acionado para investigar a queda do avião que levava a cantora Marília Mendonça, nesta sexta-feira (5/11), informou a Força Aérea Brasileira (FAB) ao Metrópoles.

“Investigadores do Terceiro Serviço Regional de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (seripa 3), localizado no Rio de Janeiro (RJ), órgão regional do Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Cenipa), foram acionados para realizar a ação inicial do acidente envolvendo a aeronave de matrícula PT-ONJ, nesta sexta-feira (5/11), em Caratinga (MG)”, assegurou a FAB.

A aeronave caiu em Caratinga, Minas Gerais. Todos os ocupantes do avião de pequeno porte morreram. A informação foi confirmada pela assessoria da cantora Marília Mendonça, que está entre as vítimas.

Na ação inicial feita pelo Cenipa, os investigadores identificam indícios, fotografam cenas, retiram partes da aeronave para análise, ouvem relatos de testemunhas, reúnem documentos etc. “Não existe um tempo previsto para essa atividade ocorrer, dependendo sempre da complexidade da ocorrência.”

“O objetivo das investigações realizadas pelo Cenipa é prevenir que novos acidentes com características semelhantes ocorram. A conclusão das investigações terá o menor prazo possível, dependendo sempre da complexidade de cada ocorrência e, ainda, da necessidade de descobrir os fatores contribuintes”, prosseguiu a Aeronáutica, em nota.

0

Mais lidas
Últimas notícias