Casal uruguaio é preso com dólar falso que seria deixado em GO e no DF

Homem de 34 anos e mulher de 33 foram flagrados com 136 notas falsas de US$ 100, em um envelope que estava na bolsa de mão da estrangeira

atualizado 14/05/2021 9:43

Divulgação: Ascom/PRFGO

Goiânia – Um casal uruguaio foi preso, na quinta-feira (13/5), enquanto transportava US$ 13,6 mil em cédulas falsas, em um carro, na BR-060, em Anápolis (GO), onde entregaria parte delas. A cidade fica a 55 quilômetros da capital. Os suspeitos disseram à polícia que compraram as notas em São Paulo e as distribuiriam em agências de viagem e casas de câmbio também no Distrito Federal e Entorno.

O homem de 34 anos e a mulher de 33 foram presos em operação que envolveu a Polícia Federal (PF), a Polícia Rodoviária Federal (PRF) e a Polícia Militar (PM). A suspeita é de que os dois integram um esquema criminoso maior, já que, durante a abordagem policial, teriam admitido a entrega das notas falsas para mais de uma agência de viagem e casa de câmbio.

De acordo com os policiais, a dupla viajava em um carro Chevrolet Ônix, que seguia de Pirenópolis para Goiânia. Ao serem abordados pelos policiais, segundo a operação, o homem e a mulher foram flagrados com 136 notas falsas de US$ 100, em um envelope que estava na bolsa de mão da estrangeira.

Depois de ser questionado sobre a origem do dinheiro falso, o uruguaio informou aos policiais que compra as notas ilegais em São Paulo, paga por cada uma o valor de R$ 30 e as distribui em agências de viagens e casas de câmbio no DF e Goiás, principalmente nas cidades da região do Entorno de Brasília.

Os suspeitos foram presos e encaminhados à delegacia de Polícia Federal em Anápolis. Os nomes do homem e da mulher não foram divulgados. O Metrópoles não conseguiu localizar a defesa deles.

Últimas notícias