Casal espera sete anos na fila da adoção para reunir família na PB

O quarto da criança que estava sendo gerada - e não tinha data para nascer - ficou montado por cinco anos

atualizado 25/05/2021 15:57

Arquivo Pessoal

“Pronto! Pai e mãe, podem se sentir grávidos. A qualquer momento vocês podem ter a sua criança”, relembra Ricardo Fernandes da frase que não sai da memória.

A dose de esperança foi dita por uma funcionária da Vara da Infância e Juventude de João Pessoa quando ele e a esposa, Ivanilda, deram entrada no processo de adoção.

Leia mais no portal T5, parceiro do Metrópoles.

Últimas notícias