Casal é suspeito de agredir e torturar idosos e filho com câncer em GO

Idosos confirmaram as agressões. Mulher foi detida, enquanto o homem, que é filho dos idosos, foi morto em confronto com a Polícia Militar

atualizado 13/02/2022 14:30

goias casal suspeito de agressao Divulgação/PMGO

Goiânia – Um casal é suspeito de maltratar e torturar dois idosos e três filhos, um deles com câncer, além de mantê-los em cárcere privado, em Aparecida de Goiânia, na região metropolitana da capital. Segundo informações da Polícia Militar, as vítimas estavam sendo submetidas à ameaças, situações vexatórias, degradantes, além de apresentaram lesões corporais.

Os idosos são pais do suspeito e confirmaram as agressões sofridas. De acordo com a corporação, o pai desabafou que tinha medo de morrer nas mãos do filho.

0

Segundo a PM, o caso foi descoberto por meio de denúncia anônima, na tarde de sexta-feira (11/2), no Setor Vale do Sol. As crianças, filhas do casal, têm entre 2 meses e 2 anos. De acordo com os agentes, uma delas faz um tratamento contra um câncer. Ainda segundo a PM, as vítimas tinham lesões recentes e antigas.

Fuga e morte

Conforme a corporação, o suspeito das agressões fugiu do local, mas acabou morto durante um confronto com os agentes. Já a mulher dele foi presa e levada à Central de Flagrantes. Ela foi autuada por abandona, tortura, maus-tratos, lesão-corporal e ameaça.

De acordo com a PM, o homem já respondia por tentativa de homicídio, lesão corporal e era suspeito de traficar drogas dentro da própria residência. As crianças foram entregues ao Conselho Tutelar.

Na casa da família, também foi apreendida uma arma e porções de drogas. Os idosos e as crianças passaram por exames de corpo de delito e o caso vai ser investigado pela Polícia Civil.

Mais lidas
Últimas notícias