Casal com Ômicron está vacinado, afirma secretário de Saúde de SP

Vigilância Sanitária de São Paulo monitora pessoas com as quais os infectados pela Ômicron, variante da Covid, tiveram contato

atualizado 01/12/2021 11:08

Secretário municipal de Saúde de São Paulo, Edson AparecidoFábio Vieira/Metrópoles

São Paulo – O secretário municipal de Saúde de São Paulo, Edson Aparecido, confirmou que o casal infectado com a variante Ômicron da Covid-19 está vacinado. Os familiares deles também já haviam sido imunizados contra a doença. O casal está isolado numa casa junto de quatro pessoas, sendo três adultos e uma criança.

Aparecido afirmou que agentes da Vigilância Sanitária municipal estão acompanhando o casal também nesta quarta, e tentam rastrear as pessoas com as quais o homem e a mulher tiveram contato.

“No dia 25, foi constatado que eles estavam com a Covid, imediatamente orientamos isolamento e quarentena. Desde lá, estão isolados, nossas equipes da Vigilância estão acompanhando tanto o casal quanto a família. O casal era vacinado desde agosto, a família que recebeu o casal também estava vacinada, isso é um fator importante”, afirmou Aparecido.

0

Na última terça-feira (28/11), foram confirmados os dois primeiros casos da variante Ômicron no país. Os infectados são um homem de 41 anos e uma mulher de 37, casados, que moram na África do Sul e estavam no Brasil para visitar familiares.

Eles desembarcaram no Brasil no dia 23 e fizeram, por vontade própria, exames antes de retornar para a África do Sul, no dia 25. Ambos tiveram resultado positivo em testes de PCR coletados no laboratório do Einstein instalado no Aeroporto Internacional de Guarulhos.

Terceiro caso

O laboratório fez o sequenciamento genético, que depois foi confirmado pelo Instituto Adolfo Lutz como sendo a variante Ômicron. Agora, eles estão isolados na casa de familiares em São Paulo, e são monitorados pelas vigilâncias municipal e estadual.

São Paulo também monitora possível terceiro caso da variante Ômicron. Trata-se de um homem que veio da Etiópia e não apresentava sintomas. Mas como visitou a África do Sul durante sua viagem, realizou um teste no Aeroporto de Guarulhos.

Ele mora em Guarulhos e é observado tanto pela secretaria estadual quanto pela Vigilância Sanitária do município. O teste foi enviado para o Instituto Adolfo Lutz, que fará o sequenciamento genético. O resultado sairá até quinta-feira (2/12).

Mais lidas
Últimas notícias